George Boole

Matemático inglês, nasceu a 2 de novembro de 1815, em Lincoln, Lincolnshire, na Inglaterra, e viria a falecer a 8 de dezembro de 1864, em Ballintemple, County Cork, na Irlanda. A sua formação e aprendizagem da matemática foi, inicialmente, ministrada pelo seu pai.
Os interesses deste matemático também incluíam a aprendizagem de línguas e chegou mesmo a aprender latim com um livreiro local. Aos 12 anos, George tinha-se tornado tão expert em latim que traduziu uma ode do poeta latino Horácio.
Boole não estudou para obter um grau académico mas com 16 anos já era assistente de um professor na escola. Em 1835, abriu a sua própria escola e começou a estudar e a aprender matemática por si próprio. Cinco anos mais tarde, estudou as obras dos matemáticos Laplace e Lagrange, tomando notas que viriam a ser, mais tarde, as bases para o seu primeiro trabalho matemático. George Boole recebeu o encorajamento de Duncan Gregory que estava em Cambridge e era, na altura, o editor do recém-fundado Cambridge Mathematical Journal, mas não pôde aceitar o seu conselho para estudar naquela universidade uma vez que precisava dos rendimentos que retirava da sua escola para cuidar dos seus pais. Contudo, começou a publicar matérias no Cambridge Mathematical Journal e, influenciado por Gregory, começou a estudar álgebra.
Boole publicou, no Transactions of the Royal Society, um artigo sobre a aplicação de métodos algébricos para resolver equações, que lhe valeu a medalha da Royal Society. O seu trabalho como matemático começava então a trazer-lhe alguma fama.
Em 1849, George Boole foi eleito para ocupar o cargo de regente da cadeira de Matemática no Queens College, em Cork, na Irlanda. Aí, ensinou até ao final da sua vida, ganhando a reputação de um excelente e dedicado professor.
Em 1854 publicou a obra An investigation into the laws of thought, on which are founded the Mathematical Theories of Logic and Probabilities.
Este brilhante matemático fez uma nova abordagem da lógica reduzindo-a a simples álgebra, incorporando-a na matemática. Ele criou a analogia entre símbolos algébricos e aqueles que representavam formas lógicas. Esta originou a álgebra da lógica, chamada Boolean Algebra (Álgebra Booleana), que tem aplicações na construção e desenho de computadores, comutação de circuitos, software informático, sistemas telefónicos e comunicações, etc.
George Boole também trabalhou em equações diferenciais. O influente Treatise on Differential Equations surgiu em 1859, o cálculo das diferenças finitas - Treatise on the Calculus of Finite Differences - em 1860. O matemático trabalhou ainda em métodos gerais na probabilidade.
Boole publicou cerca de 50 trabalhos e foi um dos primeiros a investigar as propriedades básicas dos números, tais como a propriedade distributiva que está subjacente ao tema da álgebra.
O matemático recebeu muitas honras pela sua genialidade e pelo seu trabalho. Recebeu títulos honorários das universidades de Dublin e Oxford e foi eleito "Fellow of the Royal Society" em 1857. O final da sua brilhante carreira acabaria por chegar muito cedo, pois faleceu com apenas 49 anos devido a uma pneumonia.
As teorias booleanas são muito usadas e estão presentes em diversos aspetos da informática, como é o caso das linguagens de programação, dos sistemas de gestão de bases de dados e da Internet, quando se utilizam termos booleanos tais como AND, OR e NOT.
Como referenciar: George Boole in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-15 06:18:42]. Disponível na Internet: