Artigos de apoio

ginástica aeróbica
A ginástica aeróbica como hoje a conhecemos evoluiu a partir da ginástica de manutenção que era praticada nos Estados Unidos nos anos 70. Esta ginástica era frequentada principalmente por senhoras com idades superiores aos 30 anos, que viam nesta atividade a oportunidade de adquirir uma boa condição física, recuperando a firmeza muscular e muitas vezes diminuindo o peso corporal. Esta forma de praticar uma atividade física tinha uma forte componente social que contribuiu em grande medida para uma rápida evolução e uma grande proliferação desta atividade.
Juntamente com estes fatores, houve um conjunto de pessoas que através do seu trabalho possibilitaram que a ginástica aeróbica se tornasse conhecida e praticada em todo mundo. De mencionar: Jackie Sorensen (1971) com o Aerobic Dancing; Jane Fonda (finais do anos 70) e os seus programas de Workout (trabalho físico); Richard Simon e Victoria Principal (1980) com os Programas Aeróbicos e Marine Jahan (1981) com o Freedance. Esta evolução não parou, antes pelo contrário, prosseguiu de uma forma inovadora e surpreendente ramificando a ginástica aeróbica em muitas outras atividades como a ginástica localizada, o step training, cardio funk e o slide entre muitas outras formas. Esta evolução da modalidade foi acompanhada por uma série de conhecimentos sobre fisiologia, música e coreografias que permitiam cada vez mais uma prática eficaz, saudável e aliciante. Os profissionais (monitores ou instrutores) beneficiam também de uma dinâmica constante de trocas de conhecimentos, que são proporcionadas pelas convenções e atividades de formação.
Hoje em dia, ao contrário do que acontecia no seu início, os praticantes procuram as melhores academias e os melhores instrutores que cada vez mais tentam diversificar e melhorar as aulas ministradas.
Como referenciar: ginástica aeróbica in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-07-25 11:47:07]. Disponível na Internet: