Artigos de apoio

Giovanni Bernini
Arquiteto e escultor italiano, Giovanni Lorenzo Bernini nasceu em 1598, em Nápoles, e morreu em 1680, em Roma.
Formado pelo seu pai Pietro Bernini, um talentoso escultor renascentista de Florença, estudou a obra de Michelangelo Buonarroti, do qual as suas primeiras obras escultóricas denotam a influência.
O seu virtuosismo como escultor cedo atraiu atenção dos grandes mecenas da época, entre eles o Papa Paulo V e o Cardeal Maffeo Barberini, futuro Papa Urbano VIII, que seria fundamental para a sua carreira e para quem esculpiu a estátua "S. Sebastião"(1617). Nesta primeira fase, produz a série de esculturas Plutão e Proserpina, Apolo e Dafnee a sua versão de David.
Com a ascenção do Papa Urbano VIII, torna-se seu protegido e é compelido a dedicar-se a trabalhos de arquitetura. Chega a colaborar com Borromini, que mais tarde viria a tornar-se o seu grande rival.
A sua primeira encomenda foi um baldaquino, uma estrutura simbólica em bronze sobre o túmulo de S. Pedro, fundindo a arquitetura com a escultura, e que foi considerado o primeiro grande monumento barroco.
A partir de 1629, começa a trabalhar na Catedral de S. Pedro no Vaticano e no Palácio Barberini recebe várias encomendas para igrejas e fontes. Sendo um fervoroso católico, Bernini adere aos princípios da Contrarreforma consignados no Concílio de Trento (1545-63): arte religiosa ao serviço da promoção da fé e da igreja católica.
Bernini produz a Capela de Cornaro (1645-52), a Fonte "Barcaccia" na Praça de Espanha (1627-29), a famosa fonte da Praça Navona (1648-51) e a Igreja SantÁndrea al Quirinal (1658-70), todos em Roma.
No entanto, a sua realização mais famosa foi o projeto da praça diante da catedral de São Pedro para acolhimento dos fiéis durante a benção pascal. Bernini concebe uma colunada monumental que contorna a praça em forma elipsoidal simbolizando os braços da igreja que acolhem os seus fiéis.
Na última fase da sua vida foi convidado pelo rei francês Luís XIV para a construção do novo palácio real em Paris, onde foi acolhido com honrarias principescas, mas que não viria a ser concretizado.
Como referenciar: Giovanni Bernini in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-11-23 03:46:48]. Disponível na Internet: