Giuseppe Tomasi di Lampedusa

Escritor italiano, Giuseppe Tomasi di Lampedusa nasceu a 23 de dezembro de 1896, em Palermo. Oriundo de uma das mais ancestrais famílias da nobreza siciliana, arruinada na altura do seu nascimento, era filho do duque de Parma e neto do príncipe de Lampedusa.
Viveu uma juventude boémia e irresponsável, manifestando no entanto grande interesse pela biblioteca da família, rica em volumes de língua estrangeira que lia com entusiasmo. Não obstante, a família, muito em particular a mãe, procurou desmotivá-lo das suas aspirações literárias.
Com a deflagração da Primeira Grande Guerra, cumpriu o serviço militar como oficial de artilharia, até ser capturado na Hungria, mas conseguindo escapulir-se da prisão, não teve outra solução senão caminhar de volta para Itália. De regresso a casa, foi vítima de um esgotamento nervoso. Em 1926, após a morte da mãe, Lampedusa deu início à publicação de uma série de artigos sobre os escritores franceses do século XVI num periódico genovês.
Durante a Segunda Guerra Mundial, Lampedusa optou por passar longas temporadas no estrangeiro. De visita a um tio, embaixador italiano em Londres, conheceu uma refugiada vinda da Lituânia, a Baronesa Alessandra Wolff-Stomersee, com quem casou. Em 1955 começou a escrever Il Gattopardo (1958), obra que veio a ser considerada como a sua melhor criação. Il Gattopardo foi publicado após a morte do autor, a 23 de julho de 1957, ocorrida em Roma. Enviado anonimamente e a princípio rejeitado pelo também escritor Elio Vittorini, talvez pela sua análise fria do anacronismo e da nostalgia, o manuscrito acabou por ser descoberto, tornando-se num grande sucesso comercial. O romance retrata a decadência de uma família siciliana, desde os tempos da Unificação Italiana até 1910, cobrindo cerca de cinquenta anos de história. Esta sua obra foi adaptada para o cinema pelo realizador italiano Luchino Visconti em 1963, com a participação de atores como Burt Lancaster e Alain Delon.
Foram também publicados a título póstumo os seus Racconti, em 1961, e os seus ensaios, em dois volumes, entre 1959 e 1971.
Como referenciar: Giuseppe Tomasi di Lampedusa in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-01-17 13:42:31]. Disponível na Internet: