glícidos

Designados também por hidratos de carbono ou açúcares, os glícidos são compostos orgânicos ternários, constituídos por carbono (C), oxigénio (O) e hidrogénio (H), de fórmula geral Cn(H2O)n, onde n representa um número inteiro. São biomoléculas importantes, quer a nível energético quer a nível estrutural, constituindo, juntamente com as gorduras (lípidos) e as proteínas (prótidos), as substâncias essenciais para os organismos animais, incluindo o homem.
Os glícidos são produzidos pelas plantas verdes a partir do dióxido de carbono e da água, à custa da energia solar captada pela clorofila. Enquanto as plantas constroem os glícidos, os animais, pelo contrário, efetuam a sua degradação para obter energia.
De acordo com a sua complexidade, os glícidos podem ser agrupados em três tipos principais: os monossacarídeos, os oligossacarídeos e os polissacarídeos. Os glícidos mais simples são os monossacarídeos (oses), que quimicamente são poliálcoois que contêm um grupo aldeído ou um grupo cetónico. São moléculas não hidrolisáveis e redutoras e são classificados tendo em conta o número de átomos de carbono. Os monossacarídeos mais importantes são os que contêm cinco átomos de carbono, denominados pentoses (ex.: ribose e desoxirribose), e seis átomos de carbono, chamados hexoses (ex.: glicose ou glucose, frutose e galactose). A glicose encontra-se nas uvas, nas ameixas, no mel e no néctar das flores e é um nutriente muito importante para a vida das plantas e dos animais, além de ser um dos açúcares mais importantes para a Química; a frutose, por sua vez, é o açúcar que se encontra na fruta e no mel; e a galactose é um isómero da glicose e constitui um dos componentes da lactose.
Os oligossacarídeos são glícidos hidrolisáveis que resultam da ligação glicosídica de dois, os dissacarídeos (ex.: sacarose, maltose e lactose), a dez monossacarídeos.
A sacarose é um açúcar constituído por uma molécula de frutose e uma de glicose, presente em muitas plantas, especialmente na cana-de-açúcar e na beterraba, sendo utilizada no nosso dia a dia como vulgar açúcar; a maltose é constituída por duas moléculas de glicose e pode obter-se pela hidrólise do amido; e a lactose, ou o açúcar do leite, é composta por uma molécula de glicose e uma molécula de galactose.
Os polissacarídeos são glícidos constituídos por mais de dez monossacarídeos (ex.: amido, glicogénio e celulose). O amido é um pó branco, insolúvel em água fria, que tem uma função de reserva vegetal e que se encontra presente nas batatas e nos cereais. O glicogénio, tal como o amido, tem funções de reserva e é armazenado no fígado. Por fim, a celulose é um hidrato de carbono que existe nas plantas e é o principal constituinte das membranas celulares das células vegetais. É muito usada na produção de papel.
Como referenciar: glícidos in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-12-19 07:45:07]. Disponível na Internet: