Grande Mesquita de Kairuan

A Mesquita de Kairuan foi iniciada cerca de 724 quando o governador da cidade recebeu do califado a autorização para engrandecer a sua mesquita privada, englobando um jardim na vizinhança e adicionando um minarete. À exceção deste último elemento arquitetónico, a mesquita foi de novo construída em 772, 774 e 836. A cúpula foi erigida entre 862 e 863 e dez anos depois o templo foi aumentado, nomeadamente com a construção de uma segunda cúpula.
Apesar da Mesquita de Kairuan ter sido saqueada e a sua população dizimada pelos berberes em 1054 e 1055, os traços distintivos da sua estrutura mantiveram-se e permitiram a sua recuperação sem grandes alterações no final do século XIII.
Hoje é uma obra de muitas épocas, cuja tipologia inicial remonta à época pré-islâmica. O elemento fundamental deste edifício é um arco ultrapassado em forma de ferradura, encontrado pela primeira vez nas igrejas cristãs da Síria no século V, que assenta sobre colunas de capitéis coríntios. As colunas são de origem mais antiga, sendo cristãs ou romanas. Esta mistura de influências, no entanto, não perturbou a sua coerência nem a sua essência islâmica.
Como referenciar: Grande Mesquita de Kairuan in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2021. [consult. 2021-05-18 21:23:47]. Disponível na Internet: