granito

Família de rochas plutónicas constituídas fundamentalmente por feldspatos, quartzo e biotite. A presença do quartzo como componente fundamental, em quantidade compreendida entre 10 e 40%, é característica, e indica que o granito se forma a partir de um magma muito rico em sílica em relação com a quantidade de substâncias ferromagnesianas e cálcicas. Devido à grande percentagem de sílica existente no banho magmático, a sílica ficou livre e cristalizou sob a forma de quartzo.
Não existem limites nítidos entre os diferentes tipos petrológicos desta família de rochas, porque em geral a mesma massa intrusiva contém granitos e outras rochas.
Em geral, designamos por granito a rocha em que pelo menos dois terços dos feldspatos correspondem a feldspato potássico (em geral na forma de ortóclase), enquanto que o terceiro terço do total de feldspatos corresponde a plagióclases (em geral albite). Acompanhando a biotite, entre os minerais máficos, aparecem, por vezes, pequenas quantidades de anfíbolas, com que começa a transição para rochas mais básicas. Os granitos podem corresponder à série calco-alcalina, quando apresentam pequena percentagem de anortite na plagióclase; se predomina a albite e há anfíbolas e, inclusivamente, piroxenas sódicas, os granitos correspondem à série alcalina. Se percorrermos, em certa extensão, uma região granítica, verificamos que a granularidade das rochas graníticas é muito variável, embora sejam sempre rochas cristalinas. Podem ser formadas por enormes cristais, em geral euédricos, constituindo os pegmatitos graníticos. Podemos ainda estabelecer toda uma seriação baseada na granulometria dos minerais constituintes, desde granitos de grão grosseiro até granitos de grão fino. Certos granitos apresentam uma textura particular, o feldsfato forma grandes cristais, quase sempre alongados, envolvidos pela fração restante da rocha, em geral com grão médio ou grosseiro. Estes granitos denominam-se granitos porfiroides, sendo também chamados granitos dente de cavalo.
A rocha da família do granito, com textura hemicristalina, designa-se riólito. No riólito a ortóclase está representada pela sanidina.
As rochas da família do granito têm cores variadas e são densas.
Pela ação dos agentes meteóricos e das águas correntes gasocarbónicas, os silicatos aluminosos transformam-se em caulinite e outros minerais de argila, tendo o fenómeno o nome de caulinização.
As rochas da família do granito afloram em grandes áreas de todas as províncias portuguesas, exceto na do Algarve. Empregam-se estas rochas em construções, pavimentações de ruas, estradas, etc. Quando polidas, utilizam-se como pedras ornamentais.
Como referenciar: granito in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-09-26 16:54:30]. Disponível na Internet: