Artigos de apoio

Greenpeace
A organização internacional ecológica Greenpeace surgiu em 1971, em Vancouver, no Canadá, fundada por um grupo de ativistas que procuravam um mundo com mais paz e respeito pelo ambiente. Hoje em dia está sediada em Amesterdão, na Holanda, e tem mais de 2,8 milhões de associados em todo o mundo e mais de quarenta delegações na Europa, Ásia e América. Para fazer face aos custos a organização só aceita donativos dos seus associados ou de fundações e rejeita ofertas de governos ou empresas.
A primeira ação da Greenpeace, em setembro 1971, foi levada a cabo por ativistas que, usando um velho barco de pesca, rumaram a Amchitka, uma pequena ilha junto ao Alasca, onde os Estados Unidos da América efetuavam testes nucleares. Várias espécies animais eram ameaçadas por esses testes. O barco onde seguiam, rebatizado Greenpeace para aquela missão, foi intercetado antes de chegar à ilha, mas os ativistas conseguiram atrair a atenção a nível internacional. No ano seguinte os EUA pararam com os testes. Mais tarde a ilha foi declarada um santuário de aves.
O barco foi capturado a 30 de setembro de 1971 pela guarda-costeira norte-americana. No regresso a Vancouver, dois dos fundadores, satisfeitos com o sucesso da missão, sugeriram que fosse criada a Fundação Greenpeace. Em janeiro do ano seguinte, alguns dos ativistas que participaram na ação fundaram a Fundação Greenpeace Mundial. Entretanto, o movimento Don't Make a Wave Committee, que participara na ação pela ilha de Amchitka, mudou o seu nome para Fundação Greenpeace, que se viria fundir com a outra fundação.
Em 1976 já havia grupos ecologistas a usar a denominação Greenpeace no Canadá, Estados Unidos da América, Inglaterra, França e Nova Zelândia.
A Greenpeace International, modelo de organização que ainda hoje subsiste, viria a ser formada em novembro de 1979 em Amesterdão.
A Greenpeace recorre a métodos não-violentos para expor os problemas de ambiente e, dessa forma, forçar a que surjam soluções mais ecológicas. Hoje em dia combate as alterações climáticas, protege as florestas e os oceanos, luta contra a caça à baleia, contesta a engenharia genética e as ameaças nucleares, defende a eliminação de resíduos tóxicos.
Um dos métodos de ação mais conhecidos da Greenpeace é marcar presença nos locais onde dizem haver crimes contra a natureza, nomeadamente no mar. O barco Rainbow Warrior é o seu veículo mais conhecido.
Entre as conquistas da Greenpeace estão a proibição de exportação de lixos tóxicos para países menos desenvolvidos, uma moratória sobre comércio de baleias, um santuário de baleias e a proibição do despejo no mar de resíduos nucleares e lixos industriais e da realização de testes de armas nucleares.
Como referenciar: Greenpeace in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-12-12 00:58:44]. Disponível na Internet: