grupo de controlo

O grupo de controlo é o grupo que, num plano experimental, é alvo de pré-teste e de pós-teste, mas não de tratamento ou de intervenção (1979, Landsheere - Dictionnaire de l'évaluation et de la recherche en éducation. Paris: PUF). Assim, o grupo de controlo difere do grupo experimental unicamente pela ausência da intervenção ou do impacto da variável experimental (independente), ou da sua manipulação (1997, Almeida e Freire - Metodologia da investigação em Psicologia e Educação. Coimbra: APPORT), sendo equivalente, do ponto de vista da amostragem, ao grupo experimental.
O grupo de controlo e o grupo experimental são testados antes e depois de uma intervenção, que apenas o grupo experimental sofre, e, deste modo, é possível determinar a influência da intervenção ou o impacto da variável independente e eliminar outros fatores, como, por exemplo, as aprendizagens exteriores à experiência e a maturação (1979, Landsheere - Dictionnaire de l'évaluation et de la recherche en éducation. Paris: PUF; Piéron, 1979). Assim, o grupo de controlo é muito utilizado em provas de aprendizagem com humanos e animais.
Alguns dos aspetos a acautelar na formação dos dois grupos, o experimental e o de controlo, incluem a sua constituição através do método aleatório de amostragem, controlando efeitos de enviesamento na distribuição dos sujeitos pelos respetivos grupos (1997, Almeida e Freire - Metodologia da investigação em Psicologia e Educação. Coimbra: APPORT).
Como referenciar: Porto Editora – grupo de controlo na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-12-09 05:22:22]. Disponível em