Guias Náuticos

Os denominados guias náuticos, compilações de noções e técnicas importantes à navegação dos séculos XVI e XVII, continham geralmente as tábuas de declinação solar, listas de latitudes dos locais terrestres então conhecidos, uma tradução mais ou menos completa do Tratado da Esfera de João de Sacrobosco, os regimentos da Estrela Polar, do Cruzeiro do Sul e do Sol, uma lista de perguntas sobre cosmografia, um regimento que permitia saber as horas pelo Cruzeiro do Sul ou pela Ursa Menor, roteiros e o regimento das léguas.
Os mais importantes que nos chegaram até à atualidade são os folhetos que se encontram na Biblioteca Pública de Évora, editado em 1516, e o da Biblioteca do Estado de Munique, em 1509 (que incluem a primeira tradução portuguesa conhecida do Tratado de Sacrobosco a partir do original em latim), assim como o códice do Observatório Astronómico da Universidade de Coimbra e o códice de Bastião Lopes, da biblioteca da mesma universidade.
Como referenciar: Guias Náuticos in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-25 13:01:38]. Disponível na Internet: