Helsínquia


Aspetos Geográficos

Helsínquia está localizada numa península do golfo da Finlândia. É a capital da Finlândia e de Uusimaa, província situada no Sul do país. Banhada pelo mar Báltico, possui uma população de 590 600 habitantes (2004).

História e Monumentos
A cidade foi fundada em meados do século XVI pelo rei da Suécia, Gustavo I Vasa. Então localizava-se mais no interior, ocupando a atual localização a partir de 1640. Foi destruída durante a Guerra do Norte que decorreu entre a Suécia e a Rússia no período de 1700 a 1721. Depois da ocupação russa foi elevada a capital administrativa do Grã-Ducado da Finlândia e tornou-se capital do país já no século XX, mais precisamente em 1917.
Além de edifícios neoclássicos existentes no centro da cidade, podemos destacar a Suurkirkko ou Grande Igreja, de estilo neoclássico; a Estação de Caminho de Ferro; o Parlamento; o Estádio Olímpico; o Palácio dos Congressos e Concertos Finlândia; o monumento em homenagem a Jean Sibelius, famoso compositor que viveu entre o século XIX e o século XX e foi professor de Música no Conservatório de Helsínquia, e ainda a Catedral da Assunção.

Aspetos Turísticos e Curiosidades

A capital possui uma planta ortogonal e muitos dos seus habitantes vivem num semicírculo de bairros suburbanos, situados no hinterland, coberto de florestas e ao longo das angras e promontórios do litoral. É uma cidade muito extensa com ruas amplas, parques e jardins. Nas suas ilhas existe um jardim zoológico e um parque de diversões. Em 1952 foi sede dos Jogos Olímpicos.
Os seus principais museus são o de Arte do Ateneu, o Museu do Desporto, o Museu Nacional da Finlândia, a Ópera Nacional, vários teatros e galerias.

Economia

É o maior porto e centro industrial do país. As suas indústrias incluem a construção naval, tipográfica, refinação de açúcar, têxtil, papel, químicos, licores, artigos de metal e porcelanas. A doca do seu enorme estaleiro está coberta para proteger os trabalhadores durante o seu rigoroso inverno. Exporta produtos florestais e produtos lácteos. A atividade comercial está centralizada no seu porto marítimo de cargas ligeiras, troncos, carvão e cereais. Está equipado de instalações independentes para o embarque de passageiros. Entre janeiro e maio fica bloqueado, mas existe um canal aberto por uma embarcação quebra-gelos. Na cidade existe um aeroporto e possui a maior e mais antiga universidade do país, fundada em 1849 como universidade técnica.
Como referenciar: Helsínquia in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-02-20 17:38:18]. Disponível na Internet: