Henri Mancini

Compositor norte-americano, nascido Enrico Nicola Mancini, em Cleveland, Ohio, a 16 de abril de 1924, e falecido a 14 de julho de 1994, em Los Angeles. Filho de emigrantes italianos, começou a aprender flauta com o pai aos oito anos de idade. Mancini cresceu perto de Pittsburgh e estudou com Max Adkins. Adkins teve um papel fundamental no crescimento de Mancini como músico, pois apresentou-o a Benny Goodman, que por sua vez encorajou Mancini a estudar na Juilliard School of Music de Nova Iorque. Em 1942, ingressou em Juilliard, tendo interrompido no ano seguinte para prestar serviço militar durante a Segunda Guerra Mundial.
Em 1946, conseguiu a baixa do serviço militar e foi contratado como pianista da orquestra de Glenn Miller e Tex Beneke, em Nova Iorque.
O seu talento natural e um invulgar profissionalismo fizeram com que assinasse um contrato com a empresa Universal International Studios. O seu primeiro grande teste foi a composição da banda sonora do filme de Orson Welles, Touch of Evil, em 1958. O resultado foi magnífico: um disco subtil, com metais de jazz, inconfundivelmente americano. Na Universal Studios, compôs e gravou temas para musicar mais de 100 filmes, em seis anos. Em 1958, foi o responsável pela banda sonora do filme PeterGun, de Blake Edwards. Era o início de uma prolifera amizade de 30 anos e 26 filmes. Destacam-se as bandas sonoras de Breakfast at Tiffany's, que Audrey Hepburn imortalizou com a interpretação do tema "Moon River", e de Pink Panther, como discos mais reconhecidos.
Em mais de quatro décadas de carreira, Henry Mancini gravou 90 álbuns dos mais variados géneros, desde o jazz ao rock, do pop ao clássico.
Entre as suas direções de orquestra, destacam-se a London Symphony, Israel Philharmonic e a Royal Philharmonic Orchestra em três apresentações distintas para a família real inglesa em 1966, 1980 e 1984.
A sua última banda sonora foi Tom & Jerry - The Movie, conduzindo a Orquestra Filarmónica de Londres, em colaboração com Luciano Pavarotti.
A sua paixão pela música levou-o a criar uma série de programas de apoio didático e financeiro a alunos que quisessem estudar em Juillirad, através da sua fundação.
Henry Mancini faleceu em julho de 1994, vítima de cancro, aos 70 anos de idade, em Los Angeles.
A sua carreira foi ainda mais abrilhantada com os galardões e nomeações para Óscares que recebeu. Ao todo foi, galardoado com 20 Prémios Grammy, quatro Óscares da Academia de Hollywood, dois Emmy Awards, um Globo de Ouro e o Prémio de Selo de Ouro da Recording Industry Association of America.
Como referenciar: Henri Mancini in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-18 06:58:39]. Disponível na Internet: