Henrique Viana

Ator português nascido a 29 de junho de 1936, em Lisboa, e falecido a 4 de julho de 2007, na mesma cidade. Fez teatro no liceu e, ainda antes de fazer 18 anos, surgiu no teatro de revista, desempenhando sobretudo pequenos papéis. Foi pelas mãos de Henrique Santana que se estreou no cinema, com uma pequena participação na comédia Aqui Há Fantasmas! (1964). Foi também um dos atores constantes nas peças teatrais transmitidas ao vivo na RTP durante os anos 60. Foi uma das presenças constantes do teatro de comédia das décadas de 60 e 70, participando em títulos como O Vison Voador (1969), O Tartufo (1972) e A Tocar é Que a Gente Se Entende (1979). Juntamente com Francisco Nicholson, foi um dos fundadores do grupo de teatro Adoque, tendo protagonizado peças cómicas como Mil Novecentos e Vinte e Seis Noves Fora Nada (1974). Continuou preso a uma tipificação de papéis humorísticos como em Malteses, Burgueses e Às Vezes (1974), de Artur Semedo, e o seu primeiro desempenho cinematográfico de cunho essencialmente dramático foi-lhe consignado por Manoel de Oliveira, que lhe atribuiu a personagem de Tadeu de Albuquerque em Amor de Perdição (1979). Seguiram-se A Vida é Bela (1982) e Sem Sombra de Pecado (1983), de José Fonseca e Costa, onde trabalhou ao lado de Mário Viegas e Armando Cortez. Abandonou o teatro de revista em meados da década de 80, dedicando-se mais à televisão e ao cinema. A sua primeira incursão no campo das telenovelas foi em Chuva na Areia (1984), integrando um elenco que reunia nomes como Virgílio Teixeira, Mariana Rey Monteiro, José Viana e Rui Mendes. No plano cinematográfico, continuou a trabalhar com os maiores realizadores portugueses: com João Botelho, em Um Adeus Português (1985) e Tempos Difíceis (1988), José Fonseca e Costa, em Balada da Praia dos Cães (1986), João César Monteiro, em Recordações da Casa Amarela (1989), e Artur Semedo, em Um Crime de Luxo (1991). Ao lado de Marina Mota e Carlos Cunha, protagonizou a série Marina, Marina (1993), a adaptação portuguesa da célebre sitcom norte-americana Here's Lucy (1959-1971). Na década de 90, continuou a ser um dos atores mais requisitados pelos realizadores nacionais, tendo tido pequenas participações em filmes como Adeus Princesa (1992), Aqui na Terra (1993), Sinais de Fogo (1995) e Longe da Vista (1998). Em termos televisivos, protagonizou as séries humorísticas Sozinhos em Casa (1994), ao lado de Miguel Guilherme, e Os Imparáveis (1996), para além de pequenas participações em séries dramáticas como Polícias (1996), Ballet Rose (1998), Esquadra de Polícia (1999), A Raia dos Medos (2000) e Alves dos Reis (2001), bem como no telefilme O Lampião da Estrela (2000). Dos seus trabalhos mais recentes fazem parte os filmes A Bomba (2001), de Leonel Vieira, e Portugal S.A (2004), de Ruy Guerra, e na telenovela Sonhos Traídos (2002), onde trabalhou com Ruy de Carvalho e Eunice Muñoz.
Em 2007, meses antes do seu falecimento, fez parte do elenco do filme O Julgamento de Leonel Vieira.
Como referenciar: Henrique Viana in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-05-23 18:34:06]. Disponível na Internet: