Howlin' Wolf

Músico norte-americano, de nome verdadeiro Chester Arthur Burnett, nasceu a 10 de junho de 1910, em West Point, Mississípi, nos Estados Unidos da América. Até aos 18 anos trabalhou na quinta de seu pai. Aprendeu a tocar guitarra ouvindo e observando Charley Patton e desenvolveu o distintivo tom rouco da sua voz com cantores como Tommy Johnson e Jimmy Rogers. O seu estilo apaixonado de tocar harmónica surgiu da aprendizagem com Sonny Boy Williamson ("Rice" Miller).
Começou por imitar Patton na década de 30, mas foi nos anos 40, em Memphis, que Howlin' Wolf iniciou decisivamente a sua carreira. Em 1948, destacou-se na rádio KWEM de West Memphis com um programa de 15 minutos durante o qual apresentava reportagens de agricultura, publicitava as suas próprias atuações e passava os seus próprios temas. Em 1950 formou a sua primeira banda, na qual se destacou o guitarrista Willie Johnson. As primeiras gravações, em 1951, "Moanin' At Midnight" e "How Many More Years", foram produzidas por Sam Phillips e Ike Turner.
Em 1953, Wolf mudou-se para Chicago, onde assinou pela Chess Records e no ano seguinte passou a contar com a colaboração do guitarrista Hubert Sumlin. Datam de 1956 os êxitos "Evil" e "Smokestack Lightnin?".
Em 1960 associou-se ao compositor Willie Dixon e, com a guitarra de Sumlin, formou um trio de sucesso nos anos seguintes. Entre os seus principais êxitos contam-se "I Ain't Superstitious", "The Red Rooster" (da qual os Rolling Stones fizeram uma versão), "Shake It For Me", "Back Door Man", "Spoonful" e "Wang Dang Doodle". A par de Dixon e Sumlin, Wolf contou na sua banda com os músicos Johnny Jones e Henry Gray.
Em 1964, Dixon e Wolf deram por finalizada a sua parceria musical. Dedicado às suas próprias composições, Wolf surgiu com o êxito "Killing Floor", um tema que os Led Zeppelin haveriam de recuperar para um dos seus álbuns. No final dos anos 60, muito do material de Wolf era gravado por nomes como os The Doors, Cream e Jeff Beck, facto que sensibilizou muito público jovem para a sua música.
A década de 70 marcou a decadência artística e física de Wolf. Tendo sobrevivido a um ataque de coração e sofrendo de problemas de rins motivados por um acidente de automóvel, Wolf passou a dar espetáculos breves por determinação do líder da sua banda, Eddie Shaw. A sua última atuação aconteceu em Chicago, em novembro de 1975, ao lado de B.B. King. Faleceu a 10 de janeiro de 1976, não resistindo a uma intervenção cirúrgica. Eddie Shaw manteve a banda Wolf Gang em atividade por mais alguns anos em homenagem ao seu fundador.
Num dos parques de Chicago, foi erigida uma estátua de Howlin' Wolf e na mesma cidade um centro de educação infantil recebeu o seu nome. Em 1980, entrou no Blues Foundation Hall of Fame e, em 1991, foi induzido ao Rock and Roll Hall of Fame. Para a história, ficaram outros grandes êxitos deste proeminente músico: "Forty Four", "I Asked Her Water (She Gave Me Gasoline)", "All My Life", "Dust My Broom", "Goin' Down Slow", "Howlin' For My Darlin?", "I Didn't Mean To Hurt Your Feelings", "Love Me" e "Rockin' The Blue".
Foram editadas diversas compilações da obra de Howlin' Wolf, destacando-se His Best (Chess 50th Anniversary Collection) (1997) e 20th Century Masters - The Millennium Collection: The Best of Howlin' Wolf.
Como referenciar: Porto Editora – Howlin' Wolf na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-11-29 03:14:45]. Disponível em