Igreja de Wies

Igreja de peregrinação no sudoeste da Baviera (Alemanha), a 5 km de Steingaden, considerada Património da Humanidade desde 1983, rica pela sua decoração rococó. A sua edificação está ligada ao milagre de Wies, que se deu a 14 de junho de 1738, quando um Cristo feito pelos monges de Steingaden para a procissão de Sexta-feira Santa de 1730 "chorou". A imagem do Cristo-Redentor, então na posse de uma particular, recebia grande número de peregrinos, o que levou à construção da igreja, cuja primeira pedra foi lançada em 1746, ficando concluída em 1760. O risco do edifício foi entregue ao arquiteto Dominikus Zimmermann. A sua planta obedece às necessidades da peregrinação: nave circular (oval) ladeada por pilares que formam um corredor de circulação bastante iluminado; em contraposição, o altar-mor é bastante mais estreito, concebido como lugar próprio para prestar culto à imagem. A decoração rococó impõe-se na brancura dos pilares, em contraste com o dourado das figuras, adquirindo maior sumptuosidade à medida que ganha altura. Assim, o teto é recoberto por pinturas ilusionistas, da autoria de Joham Baptist Zimmermann, irmão do arquiteto. O programa escolhido representa a segunda vinda de Cristo à Terra para anunciar o perdão divino, a vida eterna.
Foi classificado Património Mundial pela UNESCO em 1983 com a designação Igreja de Peregrinação de Wies.
Como referenciar: Igreja de Wies in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-01-21 00:47:36]. Disponível na Internet: