Igreja Matriz de S. Tomé

A Igreja Matriz de Mira é uma construção antiga que se localiza no centro da vila, tendo sido consagrada ao Apóstolo S. Tomé. Devido ao seu avançado estado de ruína, o templo de S. Tomé seria refundado no ano de 1690, vindo a sofrer reformas significativas numa campanha de obras no século XIX.
Misturando elementos da refundação dos finais do século XVII com a estruturação da reforma oitocentista, a fachada da Igreja Matriz de S. Tomé, em Mira, é delimitada por cunhais de pedra e, no lado direito, flanqueada pela torre sineira que possui cobertura piramidal.
No centro da frontaria abre-se o portal nobre de linhas retas e friso moldurado, sobre o qual se desenvolve um pequeno nicho ladeado por volutas, albergando uma escultura em pedra do Padre Eterno, obra do século XVI. O óculo superior axial é ladeado por duas janelas de verga curva. O interior apresenta amplo corpo de uma só nave, coberto por teto de madeira em caixotões, no interior dos quais estão pintados rótulos do século XVIII. As paredes da nave são revestidas por lambril de azulejos setecentistas conimbricenses e que relatam episódios da vida de Cristo.
Na nave encontram-se dois retábulos colaterais - apresentando trabalho de talha dourada do barroco nacional, da transição dos séculos XVII para o XVIII - e duas outras capelas laterais, a do Sacramento com um retábulo da mesma época e o oposto com um outro da época joanina.
Antecedida por arco triunfal com estrutura entalhada do século XVIII, a capela-mor é um espaço coberto por abóbada de berço com caixotões em madeira pintada. Nele se expõe um sumptuoso retábulo barroco em talha dourada, de finais do século XVII, princípios do XVIII, filiando-se na corrente do denominado Estilo Nacional.
Nos diversos altares da igreja são visíveis esculturas de pedra calcária e madeira dos séculos XV a XVII, com destaque para as imagens góticas de S. Tomé, S. Pedro e S. Lourenço. De mencionar ainda do seu espólio uma interessante custódia de prata dourada, obra dos finais do século XVI.
Como referenciar: Igreja Matriz de S. Tomé in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-06-01 23:06:25]. Disponível na Internet: