Império Uigur da Mongólia

Os uigures foram um povo turco nómada que percorreu a região do Altai, a oeste da atual Mongólia, no século VIII.
Alinharam na revolta que precipitou a queda do Império T'u-Kiue, alcançando o domínio na Alta Ásia entre 745 e 840. O seu centro político e cultural situava-se no vale do Alto Orkhón, perto de Caracórum, no atual lugar de Kara-Balghasum. Dominavam toda a Mongólia, alicerçando-se a sua força bélica numa poderosa cavalaria. A sua preponderância nas vastas estepes mongóis valeu-lhes a aliança com a China T'ang e o apelo de Su-Tsong, imperador chinês, para reprimir os rebeldes no seu país. O rei ("Khagan", em uigur) Mo-Yen-Tcho participou nessa luta contra os sublevados chineses em 762. Nesta expedição, os uigures absorveram influências culturais e filosóficas chinesas e iranianas (como o maniqueísmo).
Contudo, com a investidura dos quirguizes, vindos da Sibéria, em 840, os uigures veem o seu império, baseado na Mongólia, desmoronar-se e praticamente desaparecem como povo histórico, apesar de a sua civilização ainda durar no século XI quando os tibetanos a dominam. Tentaram sobreviver e fundaram um novo reino, mas também ele desapareceu no século XV, vítima dos calmucos.
Hoje vivem ainda vários povos uigures no Oeste da China.
Como referenciar: Império Uigur da Mongólia in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-06 06:14:21]. Disponível na Internet: