Índice Expurgatório

Lista de obras proibidas pela Igreja Católica, que assim visava a salvaguarda da ortodoxia da fé. A primeira lista deste tipo publicada em Portugal data de 1547. Os índices tiveram relevo no contexto da Contrarreforma, enquanto meio de combate às ideias protestantes, como instrumento da atividade persecutória da Inquisição e depois na reação ao Iluminismo. A vigência do último índice terminou em 1768, altura em que foi criada pelo marquês de Pombal a Real Mesa Censória (significativamente, um órgão não eclesiástico), que passou a fazer listagens com a mesma finalidade.
Como referenciar: Índice Expurgatório in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-13 11:55:15]. Disponível na Internet: