Inhambane

Província a sudeste de Moçambique cuja capital é a cidade de Inhambane. Confinada pelas províncias de Gaza, Sofala e Manica e, a este, pelo oceano Índico, a província de Inhambane possuiu uma superfície de 68 615 km2 e uma população de 1 326 848 habitantes (em 2001), constituída fundamentalmente pelas etnias dos Tsuas (Tsonga) e Chopes.
A cidade de Inhambane, conhecida por "Terra de Boa Gente", designação atribuída por Vasco da Gama, em 1498, aquando da descoberta do caminho marítimo para a índia, tornou-se numa das mais antigas cidades da África Austral. De Inhambane, cidade tipicamente portuguesa na sua paisagem urbanística, destaca-se a Catedral da Nossa Senhora da Conceição (com perto de 200 anos). No entanto, a Mesquita de Inhambane (1840), com os seus ornatos de grande relevo, é um dos exemplos de influência árabe. A cidade desenvolveu-se a partir de 1534, ano em que foi construído um entreposto comercial. As suas atividades económicas centram-se sobretudo no turismo e nas exportações de copra, borracha, marfim, tangerinas e nozes. As atividades piscatórias (de camarões e lagostas) e as reservas de gás natural e de petróleo, no offshore, desempenham também um papel importante na economia da província.
Dos principais destinos turísticos destacam-se os extensos areais de Zavala, Zavora, Baía dos Cocos, Tofo, Barra e Pomene. Para além disso, a província é conhecida pelo seu famoso arquipélago de Bazaruto, um dos maiores do país, declarado Parque Nacional. Constituído por cinco ilhas (Bazaruto, Benguera, Bangue, Magarupe e Santa Catarina), possui infraestruturas turísticas de alta qualidade. A província de Inhambane desfruta também de áreas de conservação da flora e da fauna, propícias para safaris, como o Parque Nacional de Zinave, o Parque Nacional de Bazaruto e a Reserva de Pomene.
Um dos instrumentos tradicionais da região é a timbila, um instrumento de percussão da família dos xilofones, cuja particularidade reside nas caixas de ressonâncias formadas por cabaças. Oriunda do povo chope, a timbila é conhecida principalmente nos distritos de Zavala, Inharrime, Panda, Vilanculos e Homoine. Em Zavala, por altura da primavera, realizam-se festivais de timbila durante os quais se reúnem as melhores orquestras (com cerca de 20 instrumentos).
Como referenciar: Inhambane in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-05-22 14:12:28]. Disponível na Internet: