ioga

O Ioga é uma ciência do espírito e do corpo com origem em escrituras Hindu. O estudo e a prática do Ioga podem levar a um equilíbrio natural do corpo e da mente, que se reflete na saúde de quem o pratica. Apesar de por si não criar saúde, o Ioga pretende ensinar que uma pessoa saudável é uma perfeita unidade de corpo, mente e espírito. É, portanto, uma filosofia com ensinamentos sobre todos os aspetos da vida, espirituais, mentais e físicos.

O termo Ioga tem origem no sânscrito e terá surgido há mais de 5000 anos na Índia, tendo sido transmitido por tradição oral até cerca de 400 anos antes de Cristo.
Nesta altura, foi passado à escrita por Patanjali, nos Ioga Sutra. Nasceu aqui o chamado Ioga clássico, que se desenvolveu até ao século XI.

A tradução literal da palavra Ioga é integração e união. O Ioga de Patanjali ensina os seguidores a tomar atitudes morais puras, práticas de controlo de respiração e posturas de concentração sem que a mente seja afetada por causas externas.

O Ioga pretende proporcionar o equilíbrio perfeito entre o corpo e a mente, autossuficiência, bem estar e satisfação para alcançar mais vigor, vitalidade e serenidade. Assim, o Ioga tornou-se numa filosofia de vida baseada na harmonização do corpo físico, da respiração e da mente para atingir a união entre os corpos físico, emocional, energético e espiritual.

Atualmente, o Ioga pretende harmonizar o corpo físico para reduzir os níveis de stress, desenvolver a concentração e melhorar a respiração, afetada pelos níveis de poluição.

Diz-se que os melhores praticantes de Ioga alcançam poderes extraordinários de visão, podem levitar e projetar a sua mente para outros corpos.

Ioga, em termos genéricos, é relativo a Karma Ioga (disciplina da auto-transcendência), Bhakti Ioga (do amor e devoção), Raja Ioga (disciplina suprema), Jnana Ioga (da perceção do conhecimento), Hata Ioga (da força), Mantra Ioga (dos sons sobrenaturais), Laya Ioga (da absorção ou dissolução dos elementos antes da dissolução natural com a morte) e Kundalini Ioga (do poder da serpente). Em termos mais restritos, refere-se exclusivamente a Ashtanga Ioga (a disciplina que une os oito ramos) ou Raja Ioga.

As origens do Ioga são difíceis de definir mas as provas arqueológicas mais antigas estão datadas de 3000 a. C.: figuras em poses de Ioga gravadas em pedra que foram escavadas no Vale do Indo e que poderão representar Shiva e Paravati. Shiva é referido pela mitologia como fundador do Ioga e Paravati o seu primeiro discípulo.

O Ioga é mencionado pela primeira vez nas escrituras chamadas Vedas, livros da civilização que existia na altura no vale do Rio Indo, uma região situada no local onde hoje existe a fronteira entre a Índia e o Paquistão. Estas escrituras datam de 2500 antes de Cristo e na sua parte mais antiga, os Upanishads, figuram os principais fundamentos do ensino do Ioga e a filosofia conhecida como Vedanta.
Como referenciar: ioga in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-17 02:15:51]. Disponível na Internet: