ISBN

(International Standard Book Number)
Número Internacional Normalizado do Livro. Número de dez algarismos ou dígitos, divididos em quatro séries separadas por hífen, sendo que cada série tem uma função de identificação e é de composição variável. A primeira série refere-se à identificação do grupo nacional, geográfico, linguístico, de forma a que se saiba onde o livro foi publicado. A segunda série é o prefixo do editor, a terceira identifica um título específico ou a edição de uma obra publicada por um editor em concreto e a quarta é o dígito de controlo na medida em que permite a verificação automática de que o ISBN está correto. Os produtos que devem estar sujeitos ao ISBN são os livros ou publicações não periódicas com o mínimo de seis páginas e que estejam sujeitas a depósito legal, publicações multimédia (cassetes de áudio e software de computador, discos compactos, vídeos), mapas, separatas das publicações em série desde que tenham um novo título e uma nova paginação, números especiais das publicações em série que apareçam uma vez por ano ou com menos frequência, de uma maneira mais ou menos regular, durante um lapso de tempo não limitado, tais como atualizações anuais, anuários e outros, obras completas que são editadas em fascículos com ou sem periodicidade e as publicações em folhas soltas, desde que apareçam com um título único e que as folhas intercaladas tenham o mesmo título.
Como referenciar: ISBN in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-23 23:23:39]. Disponível na Internet: