Itzhak Perlman

Violinista, maestro e professor israelita nascido a 31 de agosto de 1945, em Jaffa, em Tel Aviv.
Iniciou o estudo da música na Academia de Música de Tel Aviv e, posteriormente, mudou-se para os Estados Unidos da América, onde estudou na Julliard School, em Nova Iorque. Tocou pela primeira vez no Carnegie Hall, em 1963, e começou rapidamente a realizar tournées. Nos anos 70, participou em espetáculos televisivos e tocou em diversas cerimónias na Casa Branca. Em 1987, Perlman e a Orquestra Filarmónica de Israel atuaram, pela primeira vez, em países do bloco de leste, como a Hungria e a Polónia, na antiga União Soviética e, em 1990, na China e Índia.
Gravou vários discos, tocou com as melhores orquestras do mundo e com os mais famosos músicos, como Yo-Yo Ma, Jessye Norman e Yuri Termirkanov. Perlman foi ainda solista em bandas sonoras de filmes, destacando-se a de Schindler's List (1993, A Lista de Schindler), que obteve um Óscar na categoria de Melhor Banda Sonora e a de Memories of a Geisha (2005, Memórias de uma Gueixa).
Itzhak Perlman desempenha também as funções de maestro, tendo dirigido importantes orquestras, tais como a de Chicago, Dallas, Detroit, Toronto, entre outras.
Itzhak Perlman obteve o doutoramento Honoris Causa em diversas universidades. Foi galardoado com a Medalha da Liberdade, em 1986, e com a Medalha Nacional de Artes, em 2000. Recebeu ainda quatro Prémios Emmy e diversos Prémios Grammy. Este violinista, considerado um dos mais virtuosos da segunda metade do século XX, possui o violino Stradivarius Soil de 1714.
Como referenciar: Porto Editora – Itzhak Perlman na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-15 22:38:48]. Disponível em