Jacques Prévert

Escritor francês, nascido em 1900 e falecido em 1977, conseguiu "transfigurar a realidade mais banal através dos meios mais simples" (nas palavras de A. Thirion). A sua participação no grupo surrealista alargou-se para uma atividade como poeta, autor dramático e argumentista de cinema (criou os guiões de filmes como Le Crime de M. Lange, de Jean Renoir, e Quai des brumes, de Marcel Carné). A sua poesia encontra-se reunida em Paroles (1946), Spectacle (1951), La Pluie et beau temps (1955), Fatras (1966), Choses et autres (1972) e Hebdomadaires (1972).
Como referenciar: Jacques Prévert in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-13 21:38:40]. Disponível na Internet: