Jean Dubuffet

Pintor francês, Jean Dubuffet nasceu em 1901, no Havre, França. Estudou no liceu da sua cidade natal e, em 1916, ingressou na Escola de Belas-Artes da mesma cidade. Em 1918 completou a sua formação em Paris, na Academia Julian, durante seis meses, após o que se dedicou inteiramente à pintura. Os trabalhos que realizou após a Primeira Guerra Mundial constituem uma reação contra o radicalismo estético de algumas das vanguardas de inícios do século.
Em 1937, abandonou a carreira artística durante cinco anos mas mais tarde retomou-a e desenvolveu trabalhos parcialmente figurativos, em que utilizou, de forma crua e rude, materiais insólitos. Estes materiais (pastas espessas, barro, asfalto, areia, etc.) são explorados a partir das suas possibilidades expressivas, procurando substituir a tradicional importância do cromatismo na definição das formas. No quadro "Banda Jazz" (1944), as figuras apresentam cores arbitrárias, aplicadas de modo pouco convencional, e são definidas pelos seus contornos, obtidos através de sulcos e mutilações da superfície da tela, num efeito próximo do graffiti.
Em 1948, Jean Dubuffet criou a Companhia da Arte Bruta, utilizando o termo Art Brut para descrever o tipo de arte criada por psicóticos, crianças ou pessoas sem formação artística, presente em inúmeras manifestações de culturas arcaicas e populares e nos graffiti. Desenvolveu então um estilo naïf, bem representado pelas telas "Gymnosophie" (1950), "The dog on the table" (1953) e pela colagem "Dimpled Cheeks", realizada em 1955, que apresenta uma personagem infantil feita com asas de borboleta. Este sentido do primitivo, ou melhor, esta recolha das potencialidades expressivas das formas produzidas à margem do mundo sofisticado (que Dubuffet considera mais sinceras e verdadeiras que as dos artistas profissionais), na acentuação do primitivo por contraste com o civilizado, transmitia cada vez mais à sua obra um carácter ingénuo, infantil e irónico.
Embora num período inicial os seus trabalhos fossem muitas vezes motivo de escárnio por parte da crítica e do público, mais tarde foi devidamente reconhecida a importância da obra de Dubuffet, enquanto precursora de muitas correntes artísticas desenvolvidas na segunda metade do século XX (como o Expressionismo Abstrato e o Informalismo).
Jean Dubuffet morreu em Paris em 1985.
Como referenciar: Jean Dubuffet in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-09 02:47:15]. Disponível na Internet: