Jeff Beck Group

Considerado um dos mais proeminentes guitarristas do mundo, Jeff Beck (n. 24-06-44, Surrey, Inglaterra) formou o primeiro "Jeff Beck Group" depois de uma experiência com os Yardbirds (substituíra Eric Clapton em 1965). Com Rod Stewart (n. 10-01-45, Londres, Inglaterra), Ron Wood, Nicky Hopkins e Mickey Waller deu corpo a um projeto de cariz marcadamente rock.
O primeiro álbum, Truth (1968), incluiu versões de "Shapes Of Things" dos Yardbirds, de dois temas de Willie Dixon, e ainda de "Morning Dew" do duo Rose/Dobson. É um álbum eclético, incluindo algumas faixas experimentais a solo, peças nostálgicas e sonoridades do blues.
Em Beck-Ola (1969) Tony Newman substituiu Mickey Waller na bateria. Neste álbum tocaram uma versão de "All Shook Up" de Elvis Presley. Este disco apresentou um trabalho bem mais coerente que o seu antecessor, com instrumentalizações de certa forma vanguardistas, tornando as faixas muito semelhantes. Nesta fase, a banda serviu de suporte à gravação de"Goo Goo Barabajagal", de Donovan. Na véspera da aparição no concerto de Woodstock (agosto de 1969), o grupo foi desmantelado. Rod Stewart e Ron Wood formariam os The Faces. Jeff Beck formaria um segundo "Jeff Beck Group".
A segunda versão do Jeff Beck Group, para além de Jeff Beck, incluía Clive Chaman (baixo), Max Middleton (teclas), Cozy Powell (bateria) e Bob Tench (voz). Com este alinhamento, gravaram dois álbuns. O primeiro, Rough And Ready (1971), mostrava músicos melhores do que a anterior versão da banda, falhando apenas no carisma. Este disco foi inteiramente produzido por Jeff Beck, tirando o melhor de cada um dos elementos do grupo. As músicas eram todas originais, mais sofisticadas. O segundo disco, The Jeff Beck Group (1972), apelou à produção de Steve Cropper, o que se revelou um erro. O produtor introduziu uma sonoridade mais pop a uma série de versões, por exemplo, de "Tonight I'll Be Staying Here With You" (Bob Dylan) e "I Got To Have A Song" (Stevie Wonder). Os originais incluídos no disco mostram um Jeff Beck a caminho do seu melhor.
Jeff Beck, nome de um guitarrista cuja técnica iguala ou supera qualquer outro, conseguiu gerar um culto de guitarristas em seu torno. A velocidade alucinante da sua execução e o uso inventivo da distorção e do feedback fizeram de Jeff Beck uma referência. Depois de diversos projetos falhados, continuou a sua carreira a solo, culminando num período de aproximação ao jazz, em meados da década de 70. Todavia, a inconsistência das suas composições e a incapacidade de manter uma banda podem ter obstado a que Jeff Beck tenha atingido o mesmo nível de popularidade, como Hendrix ou Clapton, por exemplo.
Como referenciar: Jeff Beck Group in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-17 10:30:53]. Disponível na Internet: