Jerónimo Bosch

Pintor holandês, Hiëronymus van Aeken Bosch pertencia a uma família de pintores, tendo nascido em 1450 e vindo a falecer em 1516, em Hertogenbosch, que atualmente faz parte da Holanda. Os dados biográficos e a cronologia da sua obra são frequentemente hipotéticos. Fazia parte da Confraria de Nossa Senhora e desde muito jovem a sua pintura demonstrou uma força singular.
No sentido da composição, na expressão da luz, na ilusão de profundidade, tem como referências o trabalho de Jan Van Eyck, mas antecipa igualmente a evolução da pintura dos finais do século XVI. Tematicamente, refletiu as conceções religiosas medievais. A "tentação" é o assunto principal da obra de Bosch, abordado no tríptico Tentações de Santo Antão (1500?) e desenvolvido mais cabalmente na obra-prima O Jardim das Delícias. A eterna luta entre o Bem e o Mal é protagonizada por figuras fantásticas, disformes, demónios e visões que representam as aberrações humanas - o que não está muito distante do procedimento de Erasmo em Elogio da Loucura.
As raízes do seu trabalho podem ser encontradas na magia, na alquimia, no misticismo, no teatro, possuindo uma carga simbólica por vezes indecifrável. Para o observador atual, esta pintura surge como uma antecipação do Surrealismo. O impacto da sua mensagem através do tempo só é explicável, contudo, por se apoiar numa mestria formal notável.
Como referenciar: Jerónimo Bosch in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-18 01:53:27]. Disponível na Internet: