João Fernandes Andeiro

Fidalgo da Galiza, natural de Corunha ou da localidade de Andeiro próxima daquela. Quando D. Fernando invadiu a Galiza, João Fernandes Andeiro foi dos seus apoiantes. Como os resultados desta invasão foram muito maus para Portugal, João Fernandes Andeiro foi para junto do Duque de Lencastre, em Inglaterra. Participou na elaboração do tratado, assinado em 1372 entre D. Fernando e o Duque de Lencastre, negociou, em representação de D. Fernando, a vinda dos Ingleses em 1381. Durante uma visita secreta a Portugal, na fase final das negociações, terão começado os seus amores com D. Leonor Teles.
Pelo acordo de 1380, a infanta Beatriz casaria com o sobrinho do Duque de Lencastre e após a chegada da força expedicionária inglesa iniciar-se-ia a guerra com Castela. No entanto o rei de Castela adiantou-se e iniciou as hostilidades três meses antes da chegada dos ingleses. O resultado da guerra com Castela foi mais uma vez desastroso para Portugal, levando D. Fernando a negociar a paz. Pelo novo acordo (celebrado em Elvas em 1383, à margem dos ingleses), a infanta Beatriz, herdeira do trono português, casaria com o herdeiro do trono castelhano, mas porque D. João de Castela enviuvou, acabou por casar com este. D. Fernando, doente, faleceu pouco tempo depois, a 22 de outubro de 1383.
O tratado de casamento de D. Beatriz com o rei de Castela foi também negociado por João Fernandes Andeiro, agora livremente instalado em Portugal.
O facto de ser um dos principais responsáveis da situação política de Portugal após a morte de D. Fernando e os seus amores com D. Leonor Teles, ao tempo regedora do reino, explicam a sua morte às mãos do mestre de Avis, futuro D. João I, em dezembro de 1383.
Como referenciar: João Fernandes Andeiro in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-24 03:12:36]. Disponível na Internet: