João Gaspar Simões

Escritor, ensaísta, crítico literário e jornalista português nascido a 25 de fevereiro de 1903, na Figueira da Foz, e falecido a 6 de janeiro de 1987, em Lisboa. Enquanto cursava Direito em Coimbra, colaborou com José Régio e Branquinho da Fonseca, participando, em 1927, na fundação da revista Presença, aí se revelando como crítico literário especialmente atento aos valores intrínsecos da obra literária na sua conexão, com eixos biográficos e geracionais. Foi também bibliotecário na Biblioteca da Imprensa Nacional, em Lisboa.
Como outros críticos da Presença, pertence-lhe o mérito de ter divulgado o primeiro modernismo, tendo, com Luís de Montalvor, editado as Obras Completas, de Fernando Pessoa (Ática, 1942-45) e publicado uma biografia exaustiva sobre o autor de Mensagem, umas e outra responsáveis, de modo diverso, pela difusão da estética pessoana junto de gerações posteriores ao Orpheu, e, muito especialmente, junto da geração de 50. Tendo, entre os anos 30 e 70, marcado a história da crítica literária em Portugal, por uma metodologia especialmente atenta à análise da obra literária na sua interdependência com o percurso biográfico e geracional dos autores abordados, de que se destaca como modelares as obras Eça de Queirós, o Homem e o Artista (1945) e Vida e Obra de Fernando Pessoa (1950), exerceu a crítica literária de modo sistemático nas páginas de publicações periódicas como Diário de Lisboa, Diário Popular, Primeiro de Janeiro, Mundo Literário, Diário de Notícias, Átomo, entre outras. No domínio da criação literária, tentado pelo teatro, com cinco peças de fatura pouco inovadora, distinguiu-se essencialmente como romancista, tendo-se, com a publicação de Elói, afirmado como representante, em Portugal, de um romance de cunho introspetivo e psicologista. Desenvolveu ainda uma vastíssima atividade como tradutor, tendo vertido para português autores como Balzac, Bernanos, Charlotte Bronte, Caldwell, Jean Cocteau, Diderot, Dostoievski, Gogol, Aldous Huxley, Joyce, Kafka, D. H. Lawrence, Thomas Mann, Merimée, Tchekov, Tolstoi, Turguenev, Oscar Wilde, Voltaire ou Zola.
Como referenciar: João Gaspar Simões in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-01-19 17:34:03]. Disponível na Internet: