João XII

Papa italiano, o seu nome de batismo era Otaviano, sendo filho ilegítimo de Alberico, senhor de Roma. A sua eleição resultou da promessa feita pelo papa Agapito II e demais clérigos a Alberico no seu leito de morte. Esta promessa exigida por Alberico tinha como objetivo a união dos poderes temporal e espiritual de Roma, fortalecendo a cidade contra o poder imperial.
À data da sua eleição, 16 de dezembro de 955, Otaviano era patrício de Roma, não pertencia ao clero, pelo que teve de ser ordenado para a ocasião, e tinha somente dezassete anos.
Dedicou uma grande atenção à reforma dos mosteiros, nomeadamente de Subiacco e de Farfa, e coroou imperador Otão I (em 962). Deste modo conseguiu a sua proteção contra o aspirante ao trono de Itália, Berenguer de Ivreia, e os duques de Benevento e de Spoleto, uma vez que as forças militares de Roma não eram suficientes. Contudo, o papa viu reduzidas as suas funções ao âmbito religioso, por intimação do imperador, que se tinha tornado pela consagração senhor de Roma e que mais tarde restabeleceu a necessidade de aprovação de cada papa eleito e o consequente juramento de lealdade ao imperador. Descontente com o rumo dos acontecimentos, João XII contactou Berengário de Ivreia assim que o imperador saiu de Roma, convidando-o a assenhorear-se da cidade e invocando para se justificar o descuido do imperador em cumprir as suas obrigações. Em 963 o imperador Otão I voltou e invadiu Roma, o que provocou a fuga do papa para Tivoli. O pontífice foi pouco depois convocado para comparecer a um sínodo realizado na basílica de São Pedro, ao que se recusou, sendo por tal razão deposto no dia 4 de dezembro de 964 e designado na altura o sucessor, Leão VIII, pelo imperador.
O clima de desagrado que se gerou pela designação direta do imperador, desrespeitando as vetustas normas de eleição, propiciou o retorno do papa João XII, que anulou o pontificado de Leão VIII e as suas disposições num sínodo, realizado em 964.
Acabou por falecer alguns meses depois.
Como referenciar: João XII in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-16 21:21:33]. Disponível na Internet: