João XXII

Papa francês, chamado Jacques Duèse, nasceu cerca de 1244 em Cahors, no seio de uma família da burguesia.
Estudou com os frades dominicanos, tirou o curso de Direito na Universidade de Montpellier, foi chanceler do rei Carlos II de França e de Roberto de Nápoles e cardeal bispo de Porto (Itália).
Tendo sido eleito após um perturbado período de dois anos de indecisão dos cardeais da cúria, tomou assim que assumiu o trono papal a decisão de remodelar o Colégio, nomeando muitos dos seus parentes e vinte e três cardeais franceses para integrar o conjunto dos vinte e oito cardeais. O seu papado ocorreu de 7 de agosto de 1316 a 4 de dezembro de 1334. Tendo residido em Avignon, apesar de ter tentado estabelecer-se em Roma, efetuou medidas drásticas para repor o tesouro papal, cujo pecúlio tinha sido muito afetado pelas mediadas nocivas tomadas no pontificado anterior e pela recessão que se vivia naqueles tempos. Uma das medidas foi a reserva do direito de nomeação de bispos para a Sede romana, que recebia assim o que se tinha de pagar para receber o cargo. Neste contexto também se alteraram os limites de muitas das dioceses, de forma a equilibrar a receitas e as despesas.
Os franciscanos, incitados por dominicanos, criaram nesta altura um complicado problema ao papa: a difusão da ideia, defendida já por Joaquim de Fiore, de que a Igreja se iria reformar, pondo de parte a organização hierárquica vigente para a substituir por clérigos de pobreza e espiritualidade absolutas. Foi por esta razão emitida a bula Quorumdem exigit, a 7 de outubro de 1317, onde se referiam os erros doutrinais defendidos pelos dissidentes e se declarava que a obediência tinha supremacia sobre a pobreza.
São Tomás de Aquino foi canonizado no ano de 1323, e em 1334 foi organizada uma cruzada para libertar as possessões cristãs no mediterrâneo oriental da ameaça dos mamelucos.
Como referenciar: João XXII in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-10-21 15:02:46]. Disponível na Internet: