Joaquim Durão

Jogador e mestre internacional de xadrez, Joaquim Durão nasceu em 1930, em Lisboa. Aos 11 anos de idade tomou contacto com o xadrez, quando o seu amigo Carlos Pérez lhe mostrou os primeiros movimentos do jogo, durante as suas férias em Tuy, Espanha.
Com 15 anos Joaquim Durão tinha um interesse diferente: o cinema e o cineclubismo. Juntamente com outros jovens promoveu o Clube de Amadores da Arte Cinematográfica, onde conheceu Vasco Granja (ligado ao cinema de animação).
Na tentativa de seguir uma careira no mundo do cinema, chegou a ser assistente de montagem no filme Vendaval Maravilhoso, de Leitão de Barros, sob chefia do espanhol António Martinez e com participação de Amália Rodrigues. Durante o convívio com outros nomes ligados ao cinema, António Matos e Afonso Romano, tomou de novo contacto com o xadrez. A partir daí nunca mais deixou de o jogar, conciliando-o com o interesse pelo cinema mas pondo de parte os estudos pré-universiários.
Integrou a Sociedade de Geografia, onde estava instalado o Grupo de Xadrez de Lisboa, e ali se aperfeiçoou no jogo.
Em 1952, com 21 anos, Joaquim Durão era mestre nacional de xadrez. Dois anos mais tarde enquanto ocupava o cargo de chefe da publicidade na Sonoro Filmes, aceitou o convite para participar em três torneios de xadrez realizados em Espanha: Tarragona, Madrid e Málaga. Neste último ficou classificado em 3.º lugar, tendo derrotado o mestre holandês Lodewijk Prins.
Desde esta sua primeira competição internacional, Joaquim Durão, para além de jogar xadrez, começou também a ensiná-lo e a promovê-lo entre as camadas mais jovens.
Como referenciar: Joaquim Durão in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-12-17 20:11:10]. Disponível na Internet: