Artigos de apoio

jogo (simbologia)
O jogo é um símbolo de combate contra alguma coisa, que pode ser a morte, as forças negativas sobrenaturais, os inimigos ou a própria natureza interior do homem na sua manifestação mais negativa. O jogo tem ainda o significado de luta por alguma coisa, pela riqueza, pela vida ou pela felicidade.
Associada ao jogo está também a noção de destino quanto aos resultados, que muitas vezes dependem tanto de fatores imprevisíveis, como a sorte ou o azar, como de fatores previsíveis, como a habilidade e a destreza para jogar. Ao jogo está também inerente a noção de regras de uma ordem específica que tem de ser aceite por quem participa. Neste sentido, simboliza a aquisição de uma identidade social, civilizacional, educacional e cultural.
Na origem dos jogos estão os rituais e as celebrações de carácter sagrado, dado que os jogos no início eram consagrados aos deuses, como era o caso de Zeus nos Jogos Olímpicos ou de Apolo nos Jogos Píticos. A sacerdotisa da deusa da fecundidade, Deméter, tinha o seu lugar de honra nos jogos de Olímpia. Os gregos e os romanos utilizavam jogos nas suas festividades religiosas, tanto jogos de acrobacia e destreza física que associaríamos hoje a desporto, como jogos que incluíam declamações de poesia e música.
Na Antiguidade, os jogos públicos contribuíram para reforçar o sentimento social de nação, de país ou de império, pelo facto de proporcionarem a luta por um objetivo comum criando laços de identidade. A época dos jogos interrompia guerras, julgamentos e condenações, sendo instalada a trégua durante o seu desenrolar.
Estes jogos foram, tanto na Europa como na Ásia, transferidos para a esfera privada das crianças e dos adultos em réplicas mais simplificadas que, apesar da sua aparente frivolidade, são de enorme importância na definição das relações humanas no âmbito das regras sociais. Para os celtas, os jogos eram lutas de destreza guerreira que serviam para distinguir os heróis e, entre os germanos, eram uma espécie de oráculo antes das guerras para determinar o resultado das batalhas. Os jogos equestres dos guerreiros árabes simbolizavam a luta dos elementos do universo entre si ou com a natureza. Entre os Berberes, o jogo das bonecas, permitido às crianças, está relacionado com os rituais de fertilidade. Alguns dos jogos atuais são também considerados iniciáticos pelas filosofias esotéricas e místicas, como é o caso do Tarot, do dominó, do xadrez, das cartas ou do jogo dos dados.

Como referenciar: jogo (simbologia) in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-11-25 09:22:29]. Disponível na Internet: