Jogos Olímpicos de St. Louis, 1904

A III edição dos Jogos Olímpicos realizou-se em 1904, em Saint Louis, EUA, entre 1 de junho e 23 de setembro, em simultâneo com a Exposição Mundial da Luisiana.

Inicialmente, os III Jogos Olímpicos tinham sido marcados para Chicago mas o presidente norte-americano Theodore Roosevelt interveio junto do Comité Olímpico Internacional (COI), no sentido de associar as Olimpíadas à Feira Mundial da Luisiana. Estes Jogos ficaram marcados como uns dos piores de sempre em termos organizativos. Esta foi também uma edição pouco concorrida: apenas 645 participantes em representação de doze países.
Os Jogos de St. Louis misturaram modalidades desportivas com outros espetáculos, como o concurso de cuspir tabaco ou eventos para as populações indígenas, que animaram os espectadores.

Em St. Louis competiram pela primeira vez africanos negros, mas o racismo atingiu grandes proporções. Foram organizados os "Dias Antropológicos", reservados às então denominadas "raças atrasadas", englobando negros, mexicanos, filipinos, índios, entre outros.

No final, apenas oitenta dos 390 vencedores foram reconhecidos pelo COI, após acontecimentos tão bizarros como, por exemplo, o vencedor da prova da maratona ter feito uma grande parte do percurso de automóvel. O autor da proeza, o americano Fred Lorz, foi obviamente desclassificado, tendo sido promovido a vencedor o segundo classificado, que fora injetado com estricnina antes da corrida.

Coletivamente, os Estados Unidos da América foram os vencedores desta edição, com uma superioridade quase total. Dos 390 vencedores iniciais, somente vinte não eram norte-americanos. Harry Hillman cometeu um feito inédito na história das Olimpíadas ao vencer as provas de 400 metros e 400 metros barreiras em atletismo.

Como referenciar: Jogos Olímpicos de St. Louis, 1904 in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-07-10 10:39:32]. Disponível na Internet: