John Betjeman

Poeta e crítico inglês nascido a 28 de agosto de 1906, nas cercanias de Highgate, perto da cidade de Londres. Filho único de um comerciante abastado de origem holandesa, frequentou o ensino primário na sua terra natal. Aos onze anos de idade foi enviado como aluno interno para a Dragon School, em Oxford e, três anos depois ingressou no Marlborough College. Em 1925 matriculou-se no Magdalen College de Oxford, que abandonou sem conseguir um diploma.
Começou então a trabalhar como professor do ensino secundário em Gerrard's Cross. Em 1930 tornou-se editor-adjunto do periódico The Architectural Review e, no ano seguinte, publicou o seu primeiro livro, uma coletânea de poemas intitulada Mount Zion, em edição do autor e indelével ao olhar da crítica.
Nesse ano de 1933 casou com a filha de um lorde, antigo comandante britânico na Índia, e que não aprovou o casamento. O jovem casal mudou-se para Uffington, no condado de Berkshire, onde John Betjeman veio ocupar a posição de crítico de cinema para o jornal The Evening Standard. Em 1934 apareceu o seu segundo livro, Ghastly Good Taste, um estudo sobre arquitetura e, continuando a escrever poesia, publicou Continual Dew (1937). Começou então a colaborar na feitura de uma série de guias automobilísticos sobre a Inglaterra.
Após a deflagração da Segunda Guerra Mundial, John Betjeman foi enviado, e isto em 1941, para Dublin, na qualidade de adido de imprensa da representação britânica. Tido como um espião, o IRA chegou a planear o seu assassinato.
De regresso ao seu país em 1943, esteve ao serviço do Ministério da Informação. Em 1951estabeleceu-se com a família em Wantage e, por meados da década, tornou-se numa figura popular, aparecendo tanto na rádio como na televisão em defesa de monumentos em perigo de ruína ou demolição.
Depois da publicação de Old Lights For New Chancels (1940), New Bats In Old Belfries (1940) e, sobretudo, com o sucesso obtido com os poemas escolhidos em Selected Poems (1948), Betjaman consagrou-se como escritor com o aparecimento de Collected Poems em 1958.
Em 1969 foi investido cavaleiro pela Rainha de Inglaterra e, com a morte de Cecil Day Lewis, nomeado Poeta da Corte. Em 1974 publicou A Nip In The Air mas, pouco tempo depois, foi-lhe diagnosticada a doença de Parkinson, que o deixou progressivamente incapacitado.
John Betjaman faleceu a 19 de maio de 1984, em Trebetherick.
Como referenciar: John Betjeman in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-09 05:37:58]. Disponível na Internet: