John Mills

Ator britânico, Lewis Ernest Watts Mills, de seu verdadeiro nome, nasceu na pequena cidade costeira de Felixstowe, a 22 de fevereiro de 1908, e morreu a 23 de abril de 2005, em Buckinghamshire, Inglaterra. Filho dum professor de matemática e duma empresária teatral, foi por influência de sua mãe que Mills decidiu enveredar por uma carreira artística, depois de ter trabalhado como empregado num armazém de milho. Em 1929, decidiu instalar-se em Londres onde se matriculou numa escola de dança e foi como bailarino que se estreou profissionalmente nos palcos londrinos, integrando o elenco do musical Five O'Clock Revue (1929). Gradualmente, conseguiu assegurar o desempenho de alguns papéis secundários em peças teatrais que lhe valeram o convite para trabalhar em cinema: The Midshipmaid (1932) marcou a sua estreia nas lides cinematográficas. Entre 1932 e 1937, participou em cerca duma dezena e meia de filmes, sempre na condição de ator coadjuvante. Deste período, destacam-se Those Were the Days (1935), The Tudor Rose (1936) e The Green Cockatoo (1937). Em 1939, foi convidado a tentar uma carreira em Hollywood, tendo obtido um papel de destaque em Goodbye, Mr. Chips (Adeus, Mr. Chips, 1939).
A eclosão da Segunda Guerra Mundial não afetou a sua condição de ator, pois uma úlcera duodenal inviabilizou a sua entrada para as tropas britânicas. Contudo, não deixou de colaborar para a elevação da moral dos soldados ao protagonizar diversos filmes de guerra, dos quais se destacam os magníficos In Which We Serve (Sangue, Suor e Lágrimas, 1942) e This Happy Breed (Esta Nobre Raça, 1944), ambos de David Lean. Após o fim do conflito, a sua carreira guindou-se para voos mais altos: foi o protagonista da adaptação literária do romance de Charles Dickens Great Expectations (Grandes Esperanças, 1946) e liderou outros sucessos do cinema britânico como The October Man (1947), Scott of the Antarctic (1948) e Hobson's Choice (As Filhas do Senhor Hobson, 1954). Voltou aos EUA para assinar um bom desempenho em War and Peace (Guerra e Paz, 1956), onde integrou um elenco de luxo que englobava Henry Fonda, Audrey Hepburn e Anita Ekberg. A década de 60 assistiu ao seu amadurecimento como ator: em Tunes of Glory (Uma Vez, um Herói, 1960) assinou um portentoso duelo de interpretação com Alec Guiness na pele dum coronel do exército às portas dum esgotamento nervoso. Mas a sua consagração como ator chegou dez anos mais tarde, com a obtenção do Óscar para Melhor Ator Secundário pelo seu trabalho de Michael, um grotesco retardado mental a viver numa pequena aldeia irlandesa em Ryan's Daughter (A Filha de Ryan, 1970). Em 1977, foi agraciado com o título de Sir e começou a dedicar maior atenção ao teatro, trabalhando também regularmente em televisão e assumindo desempenhos secundários em filmes como Gandhi (1982) e Bean (1997).
Como referenciar: John Mills in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-20 23:14:03]. Disponível na Internet: