Jose Lopez Portillo

Político e governante mexicano nascido em 1921, no México, filho de um soldado.
Depois de completar os estudos superiores, tornou-se professor de Ciência Política na Universidade Autónoma Nacional.
Em 1945 ingressou no Partido Revolucionário Internacional (PRI) e foi subindo na hierarquia partidária ao longo dos anos.
Durante as décadas de 60 e de 70, Portillo terá estado envolvido num combate pouco ortodoxo contra camponeses rebeldes e estudantes de esquerda, casos que aquando da sua morte ainda estavam a ser investigados.
Portillo era Secretário do Tesouro quando o então presidente Luís Echeverria o escolheu para sucessor, o que não foi difícil de concretizar dada a total superioridade do PRI no México.
Em 1976, Portillo chegou à presidência do México, cargo que desempenhou até 1982. Quando assumiu a presidência o país atravessava a pior crise económica da sua história desde o final da Segunda Guerra Mundial. Na sua campanha, prometeu prosperidade para todos, nomeadamente para milhões de mexicanos que viviam abaixo do limiar da pobreza. Para tal, apoiou-se em novas explorações de petróleo que levaram prosperidade ao país. Mas, ao mesmo tempo, permitiu a criação de muitos casos de abuso de poder por parte de governantes. Assim, o seu mandato acabou por ser considerado o mais corrupto de sempre no México.
Entretanto, a crise económica internacional e a baixa do preço do petróleo levaram-no a desvalorizar o peso, a moeda nacional, a nacionalizar a banca e trocar os dólares depositados pelo desvalorizado peso, ganhando a inimizade da classe média. Quando deixou a presidência, o México atravessava uma crise económica ainda mais grave do que em 1976. Na sua última alocução sobre o Estado da Nação dirigida ao congresso mexicano pediu desculpa por não ter feito tudo pelos mexicanos pobres.
Após abandonar a presidência em 1982, separou-se da mulher e iniciou uma relação com a antiga Secretária do Turismo do seu Governo, passando a viver em Espanha. Entretanto, separaram-se e Portillo regressou ao México, onde casou com a estrela de cinema Sasha Montenegro.
José Lopez Portillo morreu com 83 anos, a 17 de fevereiro de 2004, num hospital na Cidade do México, devido a uma pneumonia.
Como referenciar: Porto Editora – Jose Lopez Portillo na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-18 11:15:20]. Disponível em