José Mário Branco

Músico português nascido a 25 de maio de 1942, morreu a 19 de novembro de 2019. Como autor e cantor, foi um dos nomes destacados da música de intervenção, colaborando com criadores como José Afonso e Sérgio Godinho.

Opositor do regime do Estado Novo, chegou a ser preso pela polícia política (por se recusar a cumprir o serviço militar) e esteve exilado durante mais de dez anos, só regressando ao País após o 25 de abril. Do conjunto da sua produção musical, realçam-se os álbuns Mudam-se os Tempos, Mudam-se as Vontades (1971), Ser Solidário (1982) e Correspondências (1990). Foi também homem do teatro, tendo estado ligado ao grupo A Comuna como ator
.

Como referenciar: José Mário Branco in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2021. [consult. 2021-05-10 05:53:38]. Disponível na Internet: