José Mendes Cabeçadas

Oficial da Armada português, José Mendes Cabeçadas nasceu a 19 de agosto de 1883, em Loulé, e morreu a 11 de junho de 1965, em Lisboa.
Participou na preparação e desencadeamento da insurreição de 5 de outubro de 1910, que instaurou o regime republicano. Distinguiu-se particularmente, não só pelo grande fervor e impaciência nos momentos críticos em que o movimento parecia comprometido, como pela iniciativa corajosa ao assumir o comando do navio "Adamastor", colocando-o ao serviço da revolução. No ano seguinte, foi deputado às Constituintes, juntamente com outros jovens militares revolucionários. No entanto, viria a revoltar-se contra o regime que ajudara a implantar, por razões nem sempre muito claras, algumas aparentemente de carácter aventureiro e pessoal. Em 1926 participou nas manobras e conspirações políticas e militares que levaram à instauração da Ditadura Militar. Nos primeiros dias deste novo regime, assumiu poderes ditatoriais, num governo em que se responsabilizou por todas as pastas, mas foi prontamente afastado do poder pelos seus próprios correligionários liderados por Gomes da Costa, no que seria o primeiro choque significativo no seio do grupo político-militar vencedor.
Como referenciar: José Mendes Cabeçadas in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-14 11:54:42]. Disponível na Internet: