José Peseiro

Treinador português, José Vítor dos Santos Peseiro, nascido a 4 de abril de 1960, em Coruche, licenciou-se em Educação Física antes de se dedicar ao futebol. Peseiro teve com um dos seus professores o conceituado treinador Carlos Queiroz.
Iniciou a carreira de técnico nos escalões inferiores do futebol nacional ao assumir o comando do União de Santarém na temporada 1992/93. Orientou esta equipa durante duas temporadas, antes de passar para o União de Montemor, da II Divisão B. Também esteve nesta equipa duas temporadas, antes de se mudar para Lisboa, em 1996, onde foi treinar o Oriental, igualmente da II Divisão B. Nas três épocas em que orientou o Oriental conseguiu um segundo e um terceiro lugar, ficando muito próximo de conseguir levar o clube até à II Liga. O Nacional da Madeira, outro clube da II Divisão B, contratou José Peseiro na temporada 1999/2000. Desta vez, Peseiro conseguiu levar o clube a subir de divisão, à II Liga, e o seu trabalho como técnico começou a ser notado. Na época seguinte, colocou o Nacional no sétimo posto, para em 2001/2002 conquistar a subida à Primeira Liga, já que o clube madeirense ficou no terceiro lugar.
Na sua estreia como técnico de primeira divisão, José Peseiro levou o clube a uma boa classificação, ao ficar no 11.º posto. Nesta altura, era já um dos novos treinadores mais conceituados. Mesmo assim foi com alguma surpresa que se soube que José Peseiro foi o escolhido por Carlos Queiroz para ser seu adjunto no comando técnico do Real Madrid, de Espanha, um dos maiores clubes do mundo.
Na temporada 2003/2004, José Peseiro trabalhou em Madrid com jogadores como Luís Figo, David Beckham e Raul, mas os resultados não foram os esperados e Carlos Queiroz acabou por ser dispensado, tal como o seu adjunto. Apesar disso, Peseiro manteve o seu prestígio intacto e foi contratado pelo Sporting Clube de Portugal. Na sua época de estreia, levou a formação de Lisboa à final da Taça UEFA, a segunda prova mais importante da Europa a nível de clubes, que perdeu frente ao CSKA de Moscovo. Ainda nessa época, o Sporting ficou em terceiro no campeonato português. No ano seguinte, foi despedido a meio da temporada devido aos maus resultados e à contestação dos adeptos sportinguistas.
Como referenciar: José Peseiro in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-17 10:04:41]. Disponível na Internet: