Joseph Addison

Autor multifacetado, nasceu em 1672 e morreu em 1719, ao fim de uma vida em que se afirmou como político de relevo e, sobretudo, homem de letras dos mais influentes do seu tempo.
Formou-se na Universidade de Oxford, ocupando depois diversos lugares na administração do reino. Na viragem para o século XVIII, fez uma longa viagem pelo continente, viagem essa que lhe permitiu contactar com os meios culturais de França, Itália, Suíça, Holanda e Alemanha. Fez também carreira política, chegando a assumir o lugar de deputado e um alto posto na administração da província da Irlanda.
Ficou conhecido, sobretudo, como uma personalidade multifacetada. Foi poeta, embora nesse domínio sem grande mérito, escrevendo tanto em inglês como em latim, e libretista. No plano da escrita criativa, foi sobretudo como dramaturgo que se evidenciou. A tragédia Cato (1713), baseada na figura do censor romano Catão, é considerada uma das peças mais valiosas do Classicismo inglês.
Foi sobretudo importante a sua atividade de ensaísta, que marcou efetivamente o mundo literário e o gosto da primeira metade do século XVIII em Inglaterra, e cuja influência se estenderia até mais tarde. Pioneiro eminente do jornalismo e da crítica literária, Addison foi colaborador destacado de The Tatler e The Spectator, e aí se assumiu como uma figura importante no desenvolvimento da prosa de língua inglesa.
Como referenciar: Joseph Addison in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-14 08:36:39]. Disponível na Internet: