Joseph Heller

Escritor norte-americano, Joseph Heller nasceu a 1 de maio de 1923, em Corney Island, e morreu a 10 de dezembro de 1999, em East Hampton, ambos os lugares em Nova Iorque, nos Estados Unidos da América.
Terminado o liceu, Joseph Heller foi trabalhar para uma base naval alistando-se depois, aos 19 anos (em 1942), na Força Aérea Americana como bombardeiro, sendo depois transferido para a Escola de Cadetes. Durante a Segunda Guerra Mundial participou em mais de 60 missões de bombardeamento em Itália e no Norte de África, escapando ileso de todos eles. Terminada a guerra, regressou aos estudos, concluindo o Bacharelato em Artes na Universidade da California do Sul - Nova York - em 1948, seguindo depois para o Mestrado em Artes pela Universidade da Columbia em 1949, sendo a seguir contemplado com uma bolsa de mérito para o St. Catherine College da Universidade de Oxford (1949-1950).
Terminados os estudos de graduação, Joseph Heller começou então a escrever as suas primeiras obras, exercendo ao mesmo tempo cargos de professor em Universidades como a de Pennsylvania State e de Yale, publicitário nas revistas Time e Look, diretor de promoção da revista MacCall, adaptador de textos para televisão e colaborador em diversos jornais - publicando pequenos contos, textos críticos e artigos - como o "Story", o "Atlantic Monthly", o "New Republic", o "Nation", o "Smart", o "Enquiry" e o "Cosmopolitan". Novelista, autor de peças de teatro, escritor de guiões de cinema, autor de contos, artigos e textos críticos, Joseph Heller ganhou maior fama ao publicar em 1961 a sua maior obra: Catch-22 - uma novela de protesto, perpassada por um fantástico humor negro, que satiriza os horrores da guerra e o poder da sociedade moderna - especialmente as instituições burocráticas - que destroem a liberdade do espírito humano. Publicada em 1961, esta novela foi pouco referida pela crítica mas obteve inúmeros adeptos entre a geração que viveu de perto a guerra do Vietnam, vendendo mais de 10 milhões de cópias apenas nos Estados Unidos. Catch-22 demorou 7 anos a ser escrita e, depois das grandes vendas nos EUA, alcançou um grande êxito internacional mal foi publicada em Inglaterra.
Em 1970 aparece a adaptação a filme de Catch-22, tendo como ator principal Orson Wells. Os valores da venda do livro, juntamente com o preço da venda dos direitos do filme, fizeram de Joseph Heller um homem milionário.
Doze anos depois da publicação de Catch-22, Joseph Heller seguiu com a autoria de variadas obras: em 1974 publicou Something Happened - um testemunho pessimista dos efeitos da prosperidade na condição humana; em 1979 publicou Good as Gold - um retrato humorístico da vida de uma família judaica e uma sátira à política nacional, envolvendo severas críticas a personagens reais, como Henry Kissinger.
Em 1982 Joseph Heller adoeceu profundamente, vítima de uma doença raríssima chamada de Síndrome de Guillain-Barre, que lhe provoca uma paralisia profunda, obrigando-o a uma longa recuperação da qual nunca chegou a recuperar na totalidade.
Em 1984, ainda debilitado pela doença, publicou God Knows - uma visão em espécie de nova versão humorística do conto bíblico do Rei David.
Em 1986 publica No Laughing Matter, com a colaboração do amigo Speed Vogel - uma crónica que relata a recuperação do próprio autor durante os anos a que esteve condenado às sequelas do Síndrome de Guillain-Barre.
Em 1987 divorcou-se da sua primeira mulher - Valerie Hamphries, de quem teve dois filhos - e casou-se com Shirley Held, a enfermeira que o ajudou a recuperar da doença que sofreu. Nesse mesmo ano publicou Poetics e um ano depois - em 1988 - publicou Picture This - que retrata uma justaposição entre as grandes figuras da cultura ocidental e a América do século XX que explora os choques recorrentes entre o génio e o poder.
Em 1994 é publicado Closing Time, considerado uma sequela de Catch-22.
Finalmente, em 1998, apareceu aquela que seria a sua última novela: Now and Then: From Coney Island to Here, um livro de memórias onde o autor descreve toda a sua vida de juventude.
Para além de todas estas novelas, Joseph Heller foi também autor de peças de teatro, tais como We Bombed in New Haven - uma peça produzida na Broadway em 1967 - considerada como uma tragicomédia, cujo tema se assemelha bastante ao de Catch-22 e de guiões para televisão e filmes, dos quais se destacam Sex and the Single Girl (realizada pela Warner Brothers em 1964), Casino Royale (realizada pela Columbia Pictures em 1967) e Dirty Dingus Magee (realizada pela Metro-Goldwyn Mayer em 1970).
Toda a obra de Joseph Heller - independentemente do género (conto, peça de teatro, guião, novela) é fortemente caracterizada por um satírico sentido do absurdo, onde o autor se posiciona contra todo o complexo militar industrial e todas as instituições organizadas que manipulam a vida das pessoas em nome de uma tal moral e razão.
A 10 de dezembro de 1999 Joseph Heller, com 76 anos, morre na sua casa de East Hampton vítima de ataque cardíaco, tendo deixando uma forte marca em todos aqueles que apreciavam a sua obra e um enorme vazio na novelística americana do século XX.
Como referenciar: Joseph Heller in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-16 13:30:27]. Disponível na Internet: