Júlio Isidro

Apresentador de televisão e de rádio português nascido a 5 de janeiro de 1945, em Lisboa.
Com doze anos, entrou pela primeira vez num estúdio de televisão como elemento de um coro do Liceu Camões e ficou fascinado com o ambiente.
Em finais da década de 50, foi prestar provas à Radiotelevisão Portuguesa e acabou por ser selecionado para apresentador do Programa Juvenil, juntamente com Lídia Franco e João Lobo Antunes. Estreou-se na televisão a 16 de janeiro de 1960 e, desde então, foi presença regular nos ecrãs portugueses. Pouco tempo depois, começou a trabalhar no Rádio Clube Português à noite, apresentando noticiários, enquanto durante o dia era delegado de propaganda médica. Na rádio foi autor e apresentador de programas de sucesso como "Clube das Donas de Casa", "Em Órbitra" e "Grafonola Ideal".
Entretanto, em meados da década de 70, fez muito sucesso na RTP com um programa juvenil chamado "Fungagá da Bicharada". Este programa veio a dar origem a uma revista quinzenal com o mesmo nome que teve o primeiro número em 1976. A revista incluía banda desenhada, contos, curiosidades, jogos e passatempos.
No início da década de 80, Júlio Isidro fazia na Rádio Comercial "A Febre de Sábado de Manhã", programa transmitido em direto a partir do cinema Nimas, em Lisboa, com a participação ao vivo de muitas bandas e cantores.
A nível televisivo, na década de 80 apresentou programas em direto de enorme sucesso como "O Passeio dos Alegres" (onde lançou Herman José), "Festa é Festa", "A Festa Continua" e "Arroz Doce". Em todos havia momentos musicais, passatempos, entrevistas ligeiras e momentos de humor. Posteriormente, apresentou o "Clube dos Amigos Disney".
Mais tarde, criou uma empresa de produção televisiva, a Júlio Isidro Produções, com a qual fez mais dois programas para a RTP, "Regresso ao Passado" e "E.T".
Entretanto, foi para os Estados Unidos da América fazer cursos de realização, produção, pós-produção e efeitos especiais para televisão e cinema.
Em meados da década de 90, passou para o canal privado de televisão TVI, mas, em 1997, regressou à RTP. Apresentou então consecutivamente "Jardim das Estrelas", "O Amigo Público", "Agora É Que são Elas", "A Outra Face da Lua" e "Venham Mais Cinco".
Depois de ter feito alguns programas para a RTP Internacional, em outubro de 2001 estreou na RTP 1 em "Tributo a", destinado a dar uma visão do passado de várias personalidades, e "Entrada Livre".
Em 2002, a RTP recuperou "O Passeio dos Alegres - 20 Anos Depois" com Júlio Isidro, não obtendo, porém, o sucesso de audiências do passado.
Para além das atividades apresentadas, Júlio Isidro é um apreciador do aeromodelismo, dedica-se também à literatura infantil - tem três livros publicados: Histórias do Tio Julião (1989), Juliana das Farturas (1990) e É Tudo Primos e Primas (2004) - e colabora regularmente no jornal 24 Horas, publicando pequenas histórias infantis, que estão na origem do seu livro editado em 2004.
Como referenciar: Júlio Isidro in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-10 19:20:06]. Disponível na Internet: