Karl Baedeker

Escritor e editor alemão, Karl Baedeker nasceu a 3 de novembro de 1801, na cidade de Essen. Oriundo de uma família de editores livreiros e impressores, cedo foi enviado para Heidelberg para estudar e fazer uma aprendizagem como livreiro.
Em 1827 decidiu abrir a sua própria editora em Coblença, independentemente da alçada familiar. Se, por essa altura, a tecnologia do vapor havia tornado mais acessíveis as viagens, por meio do comboio e de navios, o público em geral havia-se mostrado deslumbrado pelos relatos fantásticos de grandes viajantes. Procurando imitar as experiências dos grandes aventureiros à escala das suas possibilidades económicas, necessitavam de informações que tornassem as suas excursões num prazer controlado. Baedeker era ele próprio um desses apaixonados pela viagem que, nos tempos livres da sua juventude, se vinha dedicando à descoberta do seu país. Em 1828 publicou Rheinreise von Mainz bis Köln, obra referente à bacia do Reno em que apresentava conselhos práticos de viagem, como por exemplo, os horários ferroviários, preços e qualidade de alojamento e atrações. Constituindo um sucesso de vendas imediato, o guia foi reeditado duas vezes em pouco mais de um década, e a Renânia viu-se subitamente invadida por milhões de visitantes.
Baedeker decidiu então alargar os seus temas, dedicando vários volumes à Itália, à Suíça, à Áustria e restante Alemanha, enriquecendo-os com mapas e gravuras panorâmicas. Conta-se que a precisão com que escrevia os seus livros era tanta que, por exemplo, estando na catedral de Milão preparando o guia consagrado à Itália, escalou o seu campanário, deixando ervilhas a cada vinte degraus, para que, ao descer, pudesse saber o seu número exato.
Considerado como o pai do turismo moderno, Karl Baedeker faleceu em Coblença a 4 de outubro de 1859. O seu filho Fritz continuou o negócio paterno, transferindo-o em 1872 para a cidade de Leipzig. Durante a Segunda Guerra Mundial as instalações da empresa foram destruídas, talvez pelo facto de um dos generais de Adolf Hitler ter planeado a invasão da Noruega recorrendo a um dos guias 'Baedeker'. O bisneto do escritor fez renascer o seu esforço, sobretudo quando, na década de 50, se dedicou à publicação de guias de excursionismo automóvel.
Como referenciar: Karl Baedeker in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-01-17 13:41:36]. Disponível na Internet: