Karl Ehn

Arquiteto austríaco, Karl Ehn nasceu em 1884, em Viena, na Áustria. Estudou Arquitetura na Escola Comercial de Viena entre 1904 e 1907 e na Academia de Belas-Artes de Viena, onde foi aluno do arquiteto Otto Wagner.
Trabalhou para a cidade de Viena como funcionário permanente do Departamento de Arquitetura da Vienna Stadtbaumt, com os arquitetos Konstantin Peller, Gottlieb Michal e Engelbert Mang, dirigidos por Heinrich Goldemund e Otto Wagner.
Após a Primeira Guerra Mundial, a partir de 1920, instala em Viena um ambicioso programa de edificação municipal, devido ao estado crítico em que se encontra a cidade do pós-guerra, tanto a nível económico como social.
Um aumento populacional, a falta de recursos naturais, entre outros fatores, fazem com que a cidade se depare com a necessidade de alterar as condições habitacionais da população, propondo construir, em massa, mais de 60 000 casas agrupadas em grandes conjuntos arquitetónicos homogéneos, compostos por pátios comuns a todas as habitações no seu interior - modelo de Hof - e providos de todas as instalações necessárias às populações residentes. Fazem parte deste programa um conjunto de grandes arquitetos austríacos, do qual Karl Ehn se destaca.
O modelo dos Höfen foi alvo de uma grande discussão política, ideológica e arquitetónica. Por um lado, havia pessoas que sustentavam a estrutura dos Hof e por outro os promotores do Siedlungen, tendo, estes últimos, uma estrutura habitacional que se desenvolvia associada a um pequeno jardim rigorosamente orientado (segundo a direção norte-sul), sem árvores e baseada em habitações unifamiliares.
Karl Enh, ao projetar o Karl Marx Hof (1925-1930), protagoniza o despertar da consciência internacional para as obras públicas de cariz social, sendo esta a sua obra mais emblemática. O espaço ocupado por esta obra tem o comprimento de cerca de 1 quilómetro, cuja fachada de cor salmão é interrompida por imponentes arcos. Cada conjunto de habitações continha um pátio comum no centro e à volta galerias, instalações desportivas, lavandarias, posto médico, biblioteca, correios, comércio, entre outros, numa perspetiva de coletivização da sociedade, abrangendo o trabalho, o habitar e o lazer.
Karl Ehn sobrevive até aos anos 50 a todas as mudanças de regime político, sem nunca deixar de projetar. Faleceu em 1957.
Os seus trabalhos mais importantes foram: o Communal Housing, Hermeswiese, Viena (1925-1927); a Adelheid-Popp-Hof, Viena (1938); a Passonage, Wiednar Hamptstrabe, Viena (1938); a Housing, Wagnesgane, Viena (1939).
Como referenciar: Karl Ehn in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-11-27 12:19:10]. Disponível na Internet: