Karl Gjellerup

Poeta e romancista dinamarquês, de nome completo Karl Adolph Gjellerup, nasceu a 2 de junho de 1857, em Praestö, e faleceu a 13 de outubro de 1919, em Koltzscher. Estudou na Escola de Gramática de Haerslevs em 1874. Logo após os estudos escreveu a tragédia Scipious Africanus e o drama Arminius. Em 1878 licenciou-se em Teologia pela Universidade de Copenhaga. Mas sob a influência do darwinismo, e de outros autores, começou a sentir-se atraído pelo ateísmo. Evoluiu do ateísmo para uma religiosidade de tendência budista e interessou-se também por outras religiões orientais. Este período da sua produção literária é representado por dois livros: Minna (1889) e Pilgrimen Kamanita (Kamanita, o Peregrino, 1906). Møllen (1896, O Moinho), considerado a sua obra-prima, é uma história de crime e paixão, inspirada em Emile Zola.
Partilhou com Henrik Pontoppidan o Prémio Nobel da Literatura em 1917.
Como referenciar: Karl Gjellerup in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-23 11:46:42]. Disponível na Internet: