Kathy Bates

Atriz norte-americana, Kathleen Doyle-Bates nasceu a 28 de junho de 1948 em Memphis. Frequentou uma universidade metodista, tendo obtido a licenciatura em Teatro. Trabalhou como cantora de bar antes de ter partido para Nova Iorque para procurar oportunidades nos palcos. O máximo que conseguiu foi um emprego no Museu de Arte Moderna até que, em 1971, com o nome artístico de Bobo Bates, conseguiu uma figuração no filme Taking Off (Os Amores Duma Adolescente, 1971) de Milos Forman. Gradualmente, fez aparições nos palcos da Broadway e, em 1976, chegou mesmo a protagonizar a peça Vanities (1976), desempenhando um papel de forte intensidade dramática, característica que iria ser a imagem de marca da sua carreira futura. Desde cedo, o percurso cinematográfico de Bates ficou ameaçado pelo facto de atriz não se enquadrar dentro dos padrões de beleza exigidos pelos produtores de Hollywood, limitando-a a pequenas participações em filmes como Straight Time (Beco sem Saída, 1978), Come Back to the Five and Dime, Jimmy Dean, Jimmy Dean (Volta Jimmy Dean, Volta Para Nós, 1982) e Two of a Kind (Milagre de Amor, 1983). Em 1983, foi nomeada para um Tony pela sua enérgica interpretação de jovem infeliz que decide cometer suicídio, sendo dissuadida de tal intento pela mãe na peça Night Mother (1983), tendo sido preterida por Sissy Spacek no momento da adaptação à tela. No final da década, o seu estatuto de atriz em ascensão na Broadway não correspondia à importância das suas prestações em cinema, já que os papéis continuavam a ser pouco significativos em títulos como The Morning After (A Manhã Seguinte, 1986), Summer Heat (Calor de verão, 1987), e High Stakes (Grandes Apostas, 1989) e Dick Tracy (1990). A situação alterou-se quando foi a vencedora-surpresa do Óscar para Melhor Atriz pela sua prestação em Misery (Misery - o Capítulo Final, 1990), onde deslumbrou o público e a crítica com o seu retrato de enfermeira fã número um do escritor Paul Sheldon (James Caan) que trata dele quando este tem um acidente de viação e que aos poucos revela ser uma mulher desequilibrada e psicopata. Na noite dos Óscares, Bates suplantou as favoritas Julia Roberts e Meryl Streep e deu início a um percurso ascendente na sua carreira. Era chegada a altura dos mais conceituados argumentistas de Hollywood escreverem histórias destinadas ao talento de Bates e tal verificou-se em Fried Green Tomatoes (Mulheres do Sul, 1991), onde travou um interessante duelo de interpretação com Jessica Tandy. Seguiu-se o drama At Play at the Fields of the Lord (A Brincar nos Campos do Senhor, 1991), onde desempenhou o papel de uma missionária fundamentalista presa na selva amazónica, filme onde curiosamente fez a primeira cena de nu. Esteve associada como atriz ao enorme sucesso de Titanic (1997), onde desempenhou o papel de Molly Brown. No seu currículo, contam-se ainda duas outras nomeações para Óscar, desta vez na categoria de Atriz Secundária por Primary Colours (Escândalos da Presidência, 1998), onde desempenhou o papel de uma conselheira presidencial homossexual e por About Schmidt (As Confissões de Schmidt, 2002).
Como referenciar: Kathy Bates in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-17 05:27:54]. Disponível na Internet: