Kia

A empresa sul-coreana Kia foi fundada em 1944 com o propósito de construir rodas para bicicletas. A fábrica ficou instalada em Seul.
Durante a Guerra da Coreia, que decorreu entre 1950 e 1953, a Kia mudou as instalações para a cidade portuária de Pusan, no sul do país, tendo passado a designar-se Indústrias Kia. Nesta altura, mais concretamente em 1952, começou a fabricar bicicletas, chamadas Samcholli. Após o fim da guerra a Kia montou outra fábrica, na localidade de Shiheung, para poder dar vazão às encomendas de bicicletas.
A empresa foi crescendo e, em 1961, lançou um motor para motorizadas tipo scooter. No ano seguinte, criou um pequeno veículo comercial de três rodas. Na década de 70, a Kia estabeleceu-se como construtora de viaturas, tendo começado com os camiões Titan e Boxer. Dado o crescimento da empresa, em 1973 foi construída uma nova fábrica em Sohari, criada de raiz para a conceção de viaturas motorizadas. Logo nesse ano, a fábrica começou a produzir motores a gasolina.
Em 1974, a Kia apresentou o seu primeiro carro de passageiros, chamado Brisa. Dois anos depois a empresa comprou a Asia Motors, uma construtora de veículos comerciais.
1978 foi o ano em que a Kia começou a construir motores a diesel. Nesta altura a marca coreana já tinha ganho uma boa reputação internacional, o que lhe permitiu ser escolhida em 1979 para fabricar para o mercado nacional os Peugeot 604 e os Fiat 132.
No entanto, no início da década de 80, a marca entrou em declínio e passou por um processo de reestruturação. Assim, durante a primeira metade da década de 80, apostou essencialmente na produção de viaturas comerciais, entre as quais se destacavam os modelos de camiões e carrinhas Bongo.
Os japoneses da Mazda e da C. Itoh investiram na Kia em 1983 e a Ford norte-americana em 1986, permitindo à marca coreana apostar na pesquisa e desenvolvimento tecnológico. Dessa forma, no final da década surgiram modelos como o Conord e o Capital.
Em 1990, a marca adotou o seu corrente nome, Kia Motors, e inaugurou uma nova fábrica que lhe permitiu duplicar a produção e atingir os 700 mil veículos por ano.
Em 1991, a Kia lançou-se no mercado internacional com os modelos Sephia e Sportage, este último com características de todo-o-terreno.
O 50.º aniversário da marca foi assinalado em 1994 com a mudança de nome para Kia Motors Corporation e com o lançamento do primeiro motor coreano de 16 válvulas a gasolina. Em julho desse mesmo ano, a Kia começou a ser comercializada em Portugal.
Em 1995, começou a produzir carros Sephia na Europa e, dois anos depois, lançou de uma vez três modelos novos: o Carnival, (primeira minicarrinha coreana), o desportivo Shuma e uma série de camiões.
Entre 1997 e 1998, a Kia esteve perto da bancarrota, mas acabou por ser adquirida em 1999 pela Hyunday, outra marca sul-coreana. Entretanto, em 1998 tinha lançado o Kia Carnival, um monovolume de grande porte que fez bastante sucesso em Portugal a partir de 2000.
Como referenciar: Kia in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-06-06 19:46:46]. Disponível na Internet: