Kinsey

Zoólogo norte-americano, Alfred Charles Kinsey nasceu em 1894, em Hoboken (New Jersey), tendo efetuado os seus estudos em Zoologia, no Bowdoin College (Maine) e em Harvard, onde obteve o doutoramento, em 1920.
Seria enquanto professor de Zoologia na Universidade de Indiana (1929-1942) que Kinsey enveredaria pela carreira que o tornaria conhecido. Corria o ano de 1938 quando, a pedido dos seus alunos, integrou uma comissão encarregada do curso de educação sexual naquela universidade. A partir desse momento, Kinsey passou a dedicar a sua vida académica e científica ao estudo dos problemas sexuais, tendo inclusive sido convidado para diretor do Instituto para a Investigação Sexual da Universidade de Indiana, em 1942. Nesta função, conduziu diversas investigações e inquéritos acerca dos hábitos sexuais dos norte-americanos, financiadas pela Rockefeller Foundation e pelo National Research Council, que foram publicados em dois volumes: Sexual Behavior in the Human Male (Conduta sexual do homem), de 1948 e Sexual Behavior in the Human Female (Conduta sexual da mulher), de 1953. Nestes estudos, efetuados em parceria com W. B. Pomeroy e C. E. Martin, e em que foram recolhidos testemunhos de mais de 16 000 pessoas, Kensey defende que os comportamentos sexuais são extremamente variados, apesar de existirem enormes divergências entre os comportamentos masculinos e femininos. Kensey afirma ainda, naquelas obras, que uma grande parte das práticas sexuais correntes entre os americanos podiam ser consideradas ilegais, tendo em conta a legislação da época sobre o assunto.
A. C. Kinsey, que foi um professor respeitado e admirado pelos seus alunos, sendo igualmente num dos mais importantes nomes do estudo científico da sexualidade, uma área que sempre se caracterizou por grandes dificuldades de investigação, nomeadamente no que diz respeito à credibilidade dos dados recolhidos junto dos inquiridos. Não surpreende, pois, que também o trabalho de Kinsey tenha sido várias vezes colocado em questão, apesar de não se lhe poder retirar o carácter inovador. A. C. Kinsey morreu em Bloomington (Indiana, EUA) no ano de 1956.
Como referenciar: Porto Editora – Kinsey na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-12-03 19:29:09]. Disponível em