Kiribati

Geografia
País da Oceânia. Situada na zona equatorial da parte central do oceano Pacífico e integrada na Polinésia, a República de Kiribati é composta por três grupos de ilhas: as ilhas Gilbert, no setor ocidental, as Fénix, no centro, e as ilhas da Linha (com exceção de três ilhas que são possessão norte-americana), na secção oriental. Banaba (antiga ilha Oceano) também faz parte do Kiribati. A capital é Tarawa com cerca de 25 000 habitantes (2005). É um conjunto de 33 ilhas e atóis, com uma área de 811 km2. Só 20 são habitadas. Já foram colónias e protetorados britânicos. As ilhas que constituem Kiribati estão dispersas por uma extensão de 5 milhões de quilómetros quadrados no Pacífico. As ilhas do grupo das Fénix não têm uma população permanente. Foram ocupadas pelos Japoneses durante a Segunda Guerra Mundial e retomadas pelas tropas dos EUA depois da violenta batalha de Tarawa, em 1943.

Clima É um país de clima tropical marítimo. A precipitação diminui de norte para sul, sendo a época de maior pluviosidade a que ocorre entre outubro e março.

Economia
Possui uma economia baseada na indústria tradicional e na pesca. O peixe é a base da alimentação. O solo é pobre, mas 65% da população é rural. Os coqueiros proliferam na maioria das ilhas. Outras produções agrícolas das ilhas são os tubérculos, os legumes e frutas tropicais. Entre 1900 e 1980 Banaba exportou grandes quantidades de fosfatos que, entretanto se esgotaram. Os principais parceiros comerciais de Kiribati são o Japão, os Estados Unidos da América, a França e a Austrália.

População
O país tem uma população de 105 432 habitantes (2006) que vivem principalmente no grupo das ilhas Gilbert, no atol de Tarawa. As taxas de natalidade e de mortalidade são, respetivamente, de 30,65%o e 8,26%o. A esperança média de vida é de 62,08 anos. Estima-se que, em 2025, a população seja de 158 000 habitantes. Os povos nativos são micronésios com alguns polinésios, e cristãos por influência de missionários europeus. A língua oficial é o kiribati, mas o idioma mais corrente é o inglês.

História
Os primeiros europeus a chegar a estas ilhas foram os Espanhóis no século XVI, mas só mais tarde, no século XVIII, é que foram exploradas, desta vez pelos Ingleses que tinham particularmente interesse pelo guano (excremento de aves) que ali existia em abundância e que era um bom fertilizante.
Protetorado inglês desde 1892, Kiribati adquiriu a sua independência total em 1979.
Como referenciar: Kiribati in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-12-17 20:16:40]. Disponível na Internet: