Konstantinos Kavafis

Poeta grego, Konstantinos Petrou Kavafis, ou Constantine Cavafy, nasceu em 1863 em Alexandria, Egito. Filho de uma família de mercadores abastados originária de Constantinopla, na Turquia, foi enviado, após a morte do pai, para Liverpool, na Inglaterra, onde viveu durante cinco anos.
De regresso a Alexandria, aí permaneceria o resto da sua vida, com a exceção dos tempos passados, entre os anos de 1882 a 1885, em Constantinopla, ou Istambul, como é denominada pelos turcos, e as curtas viagens a Atenas, a França, a Itália e a Inglaterra que a posição respeitável da família na sociedade cosmopolita de Alexandria podia extravagar.
Perfeccionista por natureza, sentiria pudor nos poemas que foi escrevendo, dedicados à política, à arte e ao amor homossexual, pelo que os oferecia apenas aos amigos mais próximos, em edições impressas por si próprio, por vezes com correções manuscritas. Apenas em 1904 seria publicado, contava o autor quarenta e um anos, quando catorze dos poemas apareceram em panfleto. No entanto, a edição seria alargada em 1910. Nos anos consecutivos surgiriam vários cadernos e livrinhos, contendo sempre os mesmos poemas; primeiro ordenados por tema, depois por cronologia, e acrescidos com algumas dezenas. Conhecido como o "poeta da cidade" de Alexandria através das várias referências na tetralogia de romances Alexandria Quartet de Lawrence Durell, lamentou a chegada da velhice, sentindo-se sempre acompanhado pelos rumores das ruas e dos bairros, e pela esperança dos encontros casuais.
Kavafis viria a falecer em Alexandria, a 29 de abril de 1933.
Julga-se que cerca de um terço dos poemas nunca chegaram a ser impressos no tempo de vida do seu autor, e os que o foram, foram-no, pela primeira vez, postumamente, antes da Segunda Guerra Mundial, primeiramente sem data e depois, numa reedição de 1949. Antes disso apareceu em Alexandria uma edição dos seus poemas em 1935, sob o título Piimata.
Como referenciar: Konstantinos Kavafis in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-11 19:46:12]. Disponível na Internet: